TIM prefere aliança com Oi em vez de fusão

CEO da Telecom Italia, dona da TIM, falou sobre a especulação no mercado de uma possível aquisição pela empresa da operadora carioca.


A TIM disse que não vê a venda da Oi como saída para a empresa. Em visita ao Brasil, o CEO da Telecom Italia, Amos Genish, explicou que prefere que a TIM faça uma colaboração industrial com a Oi do que uma fusão ou aquisição da operadora carioca. 


Na opinião de Genish, a TIM poderia aprofundar as atuais parcerias com a Oi, trocar capacidade de rede e fazer acordos para uso de fibra ótica.


Atualmente, ambas operadoras compartilham 6,2 mil torres de celular e em breve irão compartilhar a radiofrequência de 4G.

O CEO da dona da TIM também falou que a Telecom considera fazer aquisições no Brasil, desde que isso não afete o bom momento da empresa.

Genish ressaltou que a empresa não irá arriscar em aquisições com pouca vantagem, risco ou que dê resultado negativo. 


LEIA TAMBÉM:


No entanto, o executivo não comentou se a companhia tem interesse em comprar a Cemig Telecom ou da Nextel, que estão com ativos à venda no setor. 

Em relação à Oi, há expectativas no mercado que ela possa colocar ativos à venda após sair da recuperação judicial.

O CEO da Telecom considera que ainda há um grande vácuo para que a Oi mude seu posicionamento competitivo frente às rivais, o que não ser resolverá com recuperação judicial. 

Na opinião de Genish, caberá aos novos acionistas decidirem o que fazer: captar dinheiro ou participar de uma fusão. 

Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários