quarta-feira, 11 de julho de 2018

Em apps como WhatsApp, chamadas de vídeo ganham de chamadas de voz

O que você achou? 
Pesquisa aponta que 72% dos brasileiros usam recurso de vídeo pelo menos uma vez no mês, e apenas 53% dizem o mesmo sobre as ligações VoiP.

Você sabia que os brasileiros, ao usar aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, fazem mais chamadas de vídeo do que de voz? De acordo com a pesquisa "Digital Consumer Insights", da Ovum, a tendência é uma realidade nos cinco países levantados, com a resposta de 5 mil consumidores.

As vídeo chamadas nos apps passam a ser mais populares do que as de voz (VoIP) nos Estados Unidos, no Reino Unido, na África do Sul, na China e no Brasil.




Nosso país fica em segundo lugar quando o assunto é o uso das chamadas por vídeo. Conforme aponta o levantamento, 72% dos brasileiros disseram usar o recurso de vídeo pelo menos uma vez no mês, enquanto apenas 53% disseram fazer uma chamada por voz. O número só é maior na China, onde ambos os recursos são usados por uma parcela maior da população.


No relatório, a Ovum afirma que, da mesma forma que a transmissão de serviços de vídeo OTT mudou a forma como as pessoas consomem TV, os serviços de vídeo chamada baseados em aplicativos estão mudando a maneira como os consumidores se comunicam.

“Dada a penetração quase universal de aplicativos de mensagens e o fato de que as empresas de telecomunicações até agora falharam em fornecer um serviço de chamada de vídeo que atraia seus assinantes, parece cada vez mais provável que as vídeo chamadas continuem sendo impulsionadas principalmente por aplicativos”, observa.

LEIA TAMBÉM:

A notícia acaba sendo ruim para as operadoras, porque o chamado VCoIP (de vídeo) acaba reduzindo o número de ligações no próprio celular e, consequentemente, a receita das empresas, que já sofriam com a chegada do VoIP. 

De toda forma, muitas aqui no Brasil já oferecem ligações ilimitadas em seus planos, além de acesso ilimitado ao WhatsApp, inclusive com VoIP, como é o caso recente da TIM. A Vivo, a última a dar o braço a torcer, acabou se rendendo ao benefício do app para todos os seus clientes.

A Ovum ainda diz que as chamadas tradicionais podem se tornar uma relíquia de comunicações, e que as empresas de telecom acabaram perdendo o controle do desenvolvimento de novos tipos de serviços de comunicação para os provedores de aplicativos de mensagens. Para a empresa, serviços de vídeo chamadas oferecidos pelas operadoras acabam sendo muito caros e desinteressantes.

Com o tempo, o sumiço do SMS (caso o RCS não passe a ser uma realidade muito em breve), a queda de uso de voz e até mesmo a perda de assinantes de TV paga para apps de streaming, fazem com que as operadoras acabem tendo que se diferenciar em suas ofertas de dados e internet.


2 comentários:

  1. Isso e bastante natural, mais eu utilizo mais texto, e no máximo áudio.

    ResponderExcluir