Salários milionários de diretores da TIM, Oi e Vivo são divulgados

Executivo da Oi foi o que recebeu o maior valor, totalizando R$ 15 milhões no ano e mais de R$ 1 milhão por mês. Veja gráficos com todos os detalhes.



Como exigência da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), as operadoras TIM, Oi e Vivo (e todas as empresas de capital aberto no Brasil) tiveram que divulgar, no dia 25 de junho, quanto pagaram aos seus executivos no ano passado. A maior curiosidade é que a Oi, apesar de estar em recuperação judicial, foi a que melhor remunerou os executivos.


O salário de um diretor da Oi partiu de R$ 11,8 milhão e chegou ao máximo de R$ 15,5 milhões. O salário mensal do executivo que mais recebeu foi de exatos R$ 1.292.872. E 92 centavos.



Se considerar os três diretores principais, a remuneração média na Oi chegou em R$ 13,2 milhões. 




No conselho de administração, a operadora brasileira também foi a que ofereceu o maior valor, pagando até R$ 1,27 milhão a 11 conselheiros (média de R$ 673 mil).



Já a TIM divulgou que o executivo mais bem pago da companhia recebeu R$ 8,17 milhões, enquanto o menos bem pago recebeu R$ 773.800 no ano. Em média, os oito diretores receberam R$ 3,47 milhões no ano. No mês a mês, no entanto, o salário não chegava à casa do milhão, com o total de R$ 681.137.





O conselho de administração da TIM, composto por 10 profissionais, recebeu uma média de R$ 386 mil. O maior valor pago a um conselheiro foi R$ 427.800, enquanto o menor foi R$ 67 mil. Todos esses valores diminuíram de 2016 para 2017.


Quanto à diretoria, em si, tanto para a Oi quanto para a TIM, é possível notar que os salários foram gradativos de 2015 para 2017.





LEIA TAMBÉM:

O gráfico da Vivo já aparece com uma grande diferença de um ano para outro, o que seria explicado pela influência de pagamento à diretoria, em 2016, de encargos relacionados ao desligamento do diretor-presidente da época, Amos Genish (atual CEO da Telecom Italia – TIM).

Em 2016, a média de remuneração era de R$ 31 milhões, enquanto, em 2017, o valor foi para quase R$ 4 milhões anuais, na média paga aos três diretores.

O maior salário da diretoria estatutária da Vivo em 2017 foi de R$ 6,71 milhões, o que significa uma remuneração mensal de R$ 559.992. Já o menor salário foi de R$ 1,8 milhão, valor que, comparado a 2016, já foi bem superior, considerando que o executivo que ganhava menos ficou com R$ 792 mil no fim do ano.
A média do salário de executivos da Vivo em 2017 ficou em R$ 3,7 milhões.
No conselho, a remuneração dos 12 membros na Vivo resultou em um total máximo de R$ 412.755, uma queda de 0,7%. Já o maior valor pago aumentou 6,5% e chegou a R$ 475.498. A média, no entanto, foi de R$ 140.273.

Remuneração aos executivos: média, máxima e mínima

O Minha Operadora também criou três gráficos que mostram o comparativo exato entre a remuneração das três operadoras.

Na média, na maior remuneração e também na menor destinada aos executivos da diretoria, a Oi foi de fato a que mais desembolsou o pagamento aos seus diretores. O valor de diferença entre a média da Oi, em relação à Vivo e TIM, é de quase R$ 10 milhões.

A segunda maior remuneração entre as três operadoras é da TIM, mas é a Vivo que valoriza o salário anual do executivo que ganha menos na companhia.

Em todos os casos, a Oi lidera com os maiores salários.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
43 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários