terça-feira, 8 de maio de 2018

TIM mantém Amos Genish como CEO

O que você achou? 
Ligado a Vivendi, o israelense Genish foi fundador da GVT e ex-presidente da Telefônica Brasil; o executivo está na Telecom Italia desde janeiro de 2017.

Mesmo após a tomada de controle do fundo Elliott, na última semana, Amos Genish continuará como CEO da Telecom Italia, dona da TIM. 

Já a presidência do conselho ficará com Fulvio Conti, indicado pelo fundo. O anúncio foi realizado na última segunda-feira (7).

O israelense Amo Genish ganhou notoriedade a partir do mercado paranaense, com a fundação da GVT, no fim da década de 1990, em Curitiba.

Em 2009, vendeu 57,5% das ações da GVT à Vivendi por R$ 7,5 bilhões e continuou na gestão no negócio paranaense, que passou a ser controlado pelos franceses. 

Cinco anos mais tarde, liderou o processo de venda da totalidade da GVT à Telefônica Brasil por R$ 25 bilhões e se tornou presidente do braço brasileiro da operadora espanhola no país: a Vivo

LEIA TAMBÉM:


Genish deixou então o cargo na Telefônica no fim de 2016 para assumir, em janeiro de 2017, a direção executiva da Vivendi, na França, empresa que detém 25% das ações da Telecom Itália.

Em setembro do ano passado, o executivo foi nomeado CEO da TIM. Ao ser renomeado, na última segunda-feira (7), Genish indicou que não pretende alterar o percurso da operadora.

Fundo Elliot


O fundo Elliott entrou para a Telecom Italia neste ano e já atingiu 10% do capital social da empresa. 

Na última sexta-feira (4), o fundo obteve a maioria no Conselho de Administração da operadora italiana, assumindo o controle da empresa

O Elliott indicou Fulvio Conti, que afirmou que irá apoiar totalmente Genish, ligado a Vivendi, na execução do plano industrial. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário