InícioNotíciasClaro critica ‘internet sem bloqueio’ da Nextel e denuncia ao Conar

Claro critica ‘internet sem bloqueio’ da Nextel e denuncia ao Conar

Operadora alega que concorrente engana o consumidor, já que a velocidade da internet é reduzida após o limite da franquia.

Nextel com internet sem bloqueio? Não para a Claro! A operadora denunciou a concorrente Nextel ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) após ser lançada a campanha “A sua internet não é bloqueada”.

Foi em outubro do ano passado que o ator Bruno Gagliasso protagonizou os comerciais destacando que a Nextel é a única operadora que não bloqueia a internet de ninguém em nenhum plano. Para a Claro, a informação não procede.


A operadora alega que a Nextel leva o consumidor ao engano de achar que não sofrerá qualquer ônus ao ultrapassar os limites de internet contratados. Isso porque, após atingir o limite, o cliente passa a ter velocidade reduzida de internet. Não é como o plano da Algar Telecom com internet ilimitada, por exemplo, que não bloqueia, mas também não diminui a velocidade de navegação.
Em defesa, a Nextel disse que a promessa é verdadeira e que coloca um lettering explicativo na oferta, para que todos estejam cientes da mudança quando atingida a franquia.
Depois de uma reunião de conciliação sem entendimentos entre as duas operadoras, o julgamento aconteceu em fevereiro de 2018, quando a relatora Elaine Quintella decidiu que a anunciante deveria alterar sua campanha.
LEIA TAMBÉM:
Ela considerou que o lettering que informava sobre a redução da velocidade é ilegível e recomendou que seja dado destaque à informação. De fato é ilegível, como é possível notar na imagem abaixo. O problema é que o mesmo acontece em vários comerciais de outras operadoras, que, dependendo de onde o cliente está vendo a campanha, a mensagem passa despercebida.


De toda forma, a Nextel não deixou de divulgar o benefício da internet sem bloqueio. Ontem mesmo (10), o antigo “ruivo da Vivo”, agora garoto-propaganda da Nextel, falou sobre essa vantagem da operadora, em uma campanha de Test Drive, que agora permite que o cliente teste um plano por 30 dias grátis.
O ator João Côrtes, aliás, foi motivo de outra denúncia por parte das operadoras ao Conar. Bem, não exatamente ele, mas o comercial lançado em março com ele pela Nextel, que provocava todas as grandes operadoras, zombando o dançarino do TIM Black, as vendedoras da Claro e o clássico “Oi?” que aparece nos comerciais da operadora brasileira.
Após a suspensão do comercial pelo Conar, a operadora chegou a lançar um novo vídeo, ainda em março, apelando para o “moreno da Nextel”. Neste mês, segue com o toque mais cômico nas campanhas e ainda com o antigo ator da Vivo (que voltou a ser ruivo).
Parece que a Nextel está mesmo incomodando as concorrentes, pelo menos quando o assunto é publicidade.

17 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
17 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários