Nordeste Conectado: conexão rápida entre escolas e universidades

Projeto no nordeste do Brasil prevê a interligação entre instituições de ensino com rapidez e eficiência.


Na última sexta-feira, 30 de junho, o MEC (Ministério da Educação) lançou um projeto que vai conectar – utilizando banda larga – as instituições federais ligadas às áreas de educação e pesquisa à RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa) nas capitais e no interior do Nordeste. O investimento inicial é de R$ 25 milhões.

Nomeado como “Nordeste Conectado”, anunciado em Recife – PE, o programa pretende alcançar 12,6 mil escolas públicas, beneficiando com isso mais de 16,3 milhões de pessoas, moradores de todos os estados da região Nordeste.

Para colocar em prática as intenções desse projeto, as instituições integrantes poderão acessar uma rede com a velocidade surpreendente de 100 Gbps. Nessa operação, um backbone será responsável por manter aproximadamente 70 cidades, que juntas somam o total de 16 milhões de pessoas.

O MEC pretende reduzir o alto orçamento do RNP – que atualmente é de R$ 7,6 milhões, ao mesmo tempo que fornece informações que facilitarão a vida dos estudantes nessa região, fazendo com que a informação chegue de maneira mais rápida.

O programa Nordeste Conectado é uma iniciativa entre as entidades citadas, mas o próprio MEC já anunciou que está aberto a novos parceiros que tenham interesse em participar, aumentando assim a quantidade de provedores envolvidos e, consequentemente, o alcance da rede com novas extensões de fibra ótica.

LEIA TAMBÉM:


About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários