Com possível chegada do 5G, novas regras de numeração são definidas

Mudanças visam preparar as operadoras brasileiras para novas tecnologias.

Conforme divulgado pela Anatel na última sexta-feira, 9 de junho, existe uma nova norma relativa ao plano de numeração a ser utilizado pelas redes em operadoras móveis, visando melhorar o serviço atual existente e também obrigando as operadoras a adequarem seus parâmetros para a chegada de novas tecnologias.




A constante melhora nos serviços relacionados a redes é uma exigência praticamente inadiável, que a Agência Nacional de Telecomunicações acaba por dar um ultimato para a melhora das operadoras em relação aos serviços prestados. Enquanto outras tecnologias já são amplamente testadas e colocadas em prática lá fora, no Brasil o desenvolvimento continua muito aquém do que se espera, levando em conta a concorrência forte que existe.



O regulamento prevê que as operadoras sejam responsáveis por comunicar aos usuários e novos clientes sobre a cobertura em cidades e/ou regiões específicas, e deve ser feito com antecedência, para que dessa maneira uma pessoa não corra o risco de ficar perdida sem sinal em um determinado local onde não existe cobertura da operadora.



As operadoras terão que prestar por meio de uma “Estação Móvel” qual é a situação do sinal na região, levando em conta distância, geografia (montanhas e lugares onde sinais podem se perder) e também se estará dentro ou fora da área de registro, facilitando saber se a linha está operando em roaming, ou não.

LEIA TAMBÉM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.

1 Comentário

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*