Telefonia fixa deve ficar 0,56% mais cara


Após mais de um ano sem alteração, o custo do minuto de ligação do telefone fixo deverá subir, em média, 0,56% este mês. Os índices estão sendo estudados pela Anatel. A área técnica já apresentou a proposta à procuradoria da agência e o preço da assinatura mensal não sofrerá aumento.

O reajuste valerá para as concessionárias Oi, Vivo, Sercomtel, CTBC e Embratel. No cálculo será utilizado o Índice de Serviços de Telecomunicações (IST) entre 14 meses (de julho de 2011 a outubro do ano passado) e 15 meses (de agosto de 2011 a outubro de 2012), que ficou em 5,5%, abaixo do IGP-DI (9,31%) e do IPCA (6,85%) do mesmo período.

O número de usuários de telefonia fixa chegou a 44 milhões no fim do ano passado, alta de 2,3% frente a 2011, segundo informações do Sinditelebrasil, associação que reúne as empresas de telefonia fixa e móvel. Em dezembro de 2011, a cesta básica (assinatura mensal, minutos e habilitação) da Oi e as ligações interurbanas da Embratel subiram 1,969%. E as tarifas da Vivo, CTBC (Triângulo Mineiro) e Sercomtel (Paraná), 1,954%.

Antes de aprovar o reajuste, é sorteado um conselheiro relator que estuda a proposta, que depois será votada pela diretoria. Para calcular o aumento das ligações fixas, será utilizado o IST em 15 meses. Um técnico explicou que as empresas não vão perder, porque a partir de agora o aumento será concedido a cada 12 meses, sendo regularizado em outubro deste ano.

O IST é composto, principalmente, por IPCA (47,96%), INPC (3,7%) e IGP-M (6,82%). Mas o reajuste é sempre menor. A fórmula prevê a aplicação do fator X (índice de produtividade), que reduz a tarifa, este ano em 4,7%.

O minuto da ligação local, com impostos, custa R$ 0,10797 na Oi; R$ 0,10423 na Vivo; R$ 0,13811 na Sercomtel; e R$ 0,13358 na CTBC. Já a assinatura mensal custa R$ 43,78 na Oi; R$ 41,38 na Vivo; R$ 42,46 na Sercomtel; e R$ 40,29 na CTBC.

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários