Vivo será a próxima vítima da Alepe nesta terça


Depois da decisão judicial que proibiu a TIM de comercializar novas assinaturas no estado de Pernambuco, a “varredura” nos serviços de telefonia móvel chegou às demais operadoras. A próxima empresa a ser sabatinada pelos membros da CPI da telefonia móvel da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) será a Vivo. Parlamentares se reúnem neste exato momento, para ouvir os planos de expansão e investimento da companhia em solo pernambucano. 

O encontro, que é aberto ao público, também deve contar com a participação de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Pernambuco (OAB-PE), Procon-PE e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), entre outros órgãos da sociedade civil. A agenda segue nas próximas reuniões com a Oi e a TIM nos dias 14 e 21, respectivamente. 

A Claro, que está presente em 141 municípios pernambucanos, foi a primeira empresa ouvida pela Alepe. De acordo com o diretor de relações governamentais da operadora, Frederico Trigueiro, a previsão é de se investir R$ 46 milhões no primeiro semestre deste ano. 

De acordo com o coordenador-geral do Procon-PE, José Rangel, a Claro ocupa a quinta colocação em número de queixas entre as empresas no estado e a primeira em telefonia. Entre as queixas, estão problemas de sinal e falta de cumprimento de contrato.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários