terça-feira, 28 de maio de 2013

Falso alarme de incêndio provoca interrupção na rede da CTBC

O que você achou? 
A rede da CTBC (Algar Telecom) sofreu uma paralisação às 11h de ontem (27), afetando usuários de banda larga fixa e de telefonias móvel e fixa em Minas Gerais, Goiás e São Paulo. De acordo com a empresa, o problema foi causado por um alarme de incêndio disparado indevidamente no prédio da operadora, que levou à evacuação do local e ao desligamento de equipamentos. A empresa ainda não sabe informar o que teria acionado o alarme, mas assegurou que não houve incêndio. A Anatel chegou a informar que se tratava de um incêndio de fato e que iria mandar ao local uma equipe de fiscalização para apurar o incidente.

Além disso, houve divergências no alcance do problema. Segundo informou a agência no final da tarde desta segunda, a interrupção afetou usuários de telefonia fixa nas cidades mineiras de Uberlândia, Tupaciguara, Araporã e Iturama. Já clientes em Franca (SP) e Itumbiara (GO) teriam ficado sem o serviço de telefonia móvel, embora a Anatel afirme que o problema tenha se estendido para toda a área de prestação da operadora com cobertura 3G, que teria sido redirecionada para a rede GSM.

Ainda de acordo com o comunicado da agência, a interrupção da banda larga fixa (ADSL) afetou as estações regionais mineiras de Uberlândia, Patos de Minas, Itumbiara, Ituiutaba e Pará de Minas. A Anatel afirmou que todos os serviços fixos e de telefonia móvel foram afetados em parte das áreas nos códigos nacionais 34, 35 e 37.

Em nota à imprensa, a Algar Telecom afirma que a "instabilidade técnica" afetou serviços de Internet, fixa e móvel, nos municípios de Uberaba, Ituiutaba, Patos de Minas, Pará de Minas e Itumbiara. Além disso, a empresa diz que houve instabilidade da telefonia fixa apenas em Uberlândia. No comunicado, a Algar Telecom reiterou "compromisso em atender os seus clientes com dedicação e qualidade", afirmando que "não está medindo esforços para que o problema seja resolvido o mais rápido possível".