13/06/2024

Embratel lança solução com IA para otimizar gestão hospitalar

Solução da Embratel acompanha evolução de quadros clínicos em tempo real e entrega insights para equipes médicas tomarem decisões assertivas.

A Embratel lançou o Smart Health Assistant, uma solução de Inteligência Artificial para otimizar a gestão hospitalar e o cuidado com pacientes. A ferramenta permite a análise e monitoramento em tempo real dos sinais vitais de pacientes em hospitais, clínicas e domicílios, integrando tecnologias para fornecer insights que facilitam decisões rápidas sobre tratamentos.

O Smart Health Assistant coleta dados como pressão arterial, frequência cardíaca e respiratória, temperatura corporal e saturação de oxigênio por meio de monitores multiparâmetros. As informações são enviadas para a nuvem, onde a Inteligência Artificial acompanha a evolução dos pacientes e realiza medições instantâneas comparando com dados pré-configurados pela equipe médica. Os resultados são apresentados em um dashboard na Plataforma de Assistência Remota (PAR), emitindo alertas em caso de mudanças significativas nos parâmetros, apoiando decisões para um cuidado mais assertivo.

Em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), a solução permite a detecção precoce de alterações nos sinais vitais, possibilitando intervenções rápidas dos especialistas e evitando complicações na condição do paciente.

A Embratel afirma que o Smart Health Assistant realiza análises preditivas precisas sobre a ocupação de leitos e custos assistenciais, otimizando o gerenciamento de recursos. Utiliza tecnologias avançadas para garantir a segurança dos dados. Segundo Adriano Rosa, Diretor-Executivo da Embratel, a solução permite acompanhamento em tempo real do estado dos pacientes por médicos e enfermeiros, potencialmente salvando vidas.

“A Embratel está sempre em busca de soluções inovadoras para transformar e otimizar o trabalho das empresas e das instituições de saúde. Por isso, o Smart Health Assistant permite que médicos e enfermeiros acompanhem em tempo real e de forma ininterrupta o estado dos pacientes. É muito bom ter nossa solução apoiando médicos no acompanhamento ininterrupto de pacientes”.

A companhia ainda firma que o recruso é uma solução inovadora para hospitais e clínicas, permitindo a integração de leitos e oferecendo acesso centralizado aos sinais vitais dos pacientes através de um painel de controle. Isso reduz rondas e tarefas repetitivas para os enfermeiros, pois as medições são automatizadas e contínuas.

Além disso, automatiza tarefas rotineiras para que médicos e enfermeiros possam se concentrar em atividades mais estratégicas, enquanto reduz o tráfego nos leitos, diminuindo o risco de infecções hospitalares. A solução também fornece informações de previsibilidade de ocupação, permitindo que as equipes identifiquem pacientes em recuperação ou que precisam de atenção especial para uma melhor gestão de leitos e recursos, minimizando custos adicionais e sobrecarga no sistema de saúde.

O sistema PAR da Embratel é uma plataforma flexível e multiplataforma que armazena e analisa dados de pacientes, permitindo acesso remoto via dispositivos como notebooks, tablets e smartphones. Ele facilita o monitoramento remoto e até mesmo cuidados domiciliares, oferecendo visualização em tempo real para ajustes rápidos no tratamento.

Segundo Eduardo Polidoro, Diretor de IoT da Claro, o Smart Health Assistant, combina precisão no monitoramento dos sinais vitais com insights da Inteligência Artificial para melhorar a experiência de cuidados de saúde, impulsionando a transformação digital na área médica.

“A Embratel desenvolveu o Smart Health Assistant pensando em como apoiar o sistema de saúde para melhorar o atendimento médico, em uma jornada que pode ser chamada da Data Health. Por isso, ao unir a precisão no monitoramento dos sinais vitais dos pacientes com insights valiosos proporcionados pela Inteligência Artificial, podemos apoiar no processo de transformação digital para melhorar a experiência nos cuidados na saúde”.

Por fim, a implementação da solução é simples e utiliza como base a infraestrutura tecnológica já existente nos hospitais, sendo compatível a diversos modelos de monitores, dispositivos de Internet das Coisas (IoT) e ambiente Cloud da Embratel. 

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários