22/05/2024

Startup recebe investimento milionário para democratizar o acesso à Internet

Valor vai contribuir para garantir que a conectividade seja um direito de todos e para expandir o negócio a nível internacional.

A startup Uplink anunciou nesta semana que concluiu uma ronda de investimento no valor de US$ 10 milhões (cerca de R$ 52 milhões na cotação atual) para democratizar o acesso à Internet. O investimento obtido vai contribuir para garantir que a conectividade seja um direito de todos e para expandir o negócio a nível internacional.

A ronda que arrecadou o valor foi liderada pela Framework Ventures e contou ainda com a participação da Blockchange, da Stratos, da Mustard Seed Maze e da Outlier Ventures. Segundo a Uplink, “esta ronda representa mais um passo na direção ao propósito global da Uplink de garantir que a conectividade seja um direito de todos e de tornar as redes DePIN (redes de infraestrutura física descentralizada) numa solução comum para indivíduos e empresas”.

Carlos Lei, CEO da Uplink, explica que “O nosso percurso começou com um claro foco no desenvolvimento de produto em detrimento do marketing, garantindo que poderíamos realmente fazer a diferença no mundo da conectividade. Não há dúvida de que a Internet é a invenção mais importante da história moderna da Humidade e não podíamos continuar a existir num mundo onde tantas pessoas permanecem à margem desta tecnologia, simplesmente devido ao local onde nasceram”.

“Hoje, estamos entusiasmados por partilhar o nosso progresso e convidar a comunidade a juntar-se a nós na construção de uma Internet onde todos têm, de igual forma, uma participação e uma voz. Ao combinar tecnologias de hardware e Web3, a Uplink cria oportunidades de mercado livre e incentivos totalmente novos que, acreditamos, irão expandir e democratizar, de forma massiva, o acesso à Internet”, acrescenta.

A Uplink surge agora com a visão de criar uma Internet descentralizada e democrática; aberta e acessível a todos, independentemente da localização ou do estatuto económico. “Ao combinar tecnologias de hardware e Web3, a Uplink cria oportunidades de mercado livre e incentivos totalmente novos que, acreditamos, irão expandir e democratizar, de forma massiva, o acesso à Internet”, realça CEO da Uplink.

A solução da Uplink – que se baseia na aplicação prática dos conceitos DePIN e DeWi – foi criada para resolver os desafios atuais e globais da conectividade. Na prática, a empresa tem o potencial de substituir as operadoras tradicionais de telecomunicações, com uma vantagem: a startup quer explorar todas as opções de sinal disponíveis como Wi-Fi, 5G e Bluetooth – e não se reduzindo apenas a uma possibilidade.

“O objetivo é que o utilizador final consiga sempre aceder à rede, independentemente do ponto a partir do qual esta esteja a ser fornecida. Ou seja, qualquer dispositivo com acesso à rede Uplink vai ter a capacidade de receber e retransmitir essa ligação, criando uma espécie de nuvem de conectividade nesse espaço”, reforça.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários