17/04/2024

Brasiliana TV: a nova plataforma brasileira de streaming

Inicialmente, a plataforma começa com um catálogo com cerca de 340 títulos, mas deve atingir em breve 500 produções audiovisuais.

A partir desta segunda-feira (26), os clientes da base de assinantes da Claro TV+ passarão a contar com um novo serviço de streaming 100% nacional. Ou seja, terão acesso a um catálogo em VOD (vídeo sob demanda) dedicado exclusivamente ao audiovisual brasileiro, sem custo adicional. A Brasiliana TV é dedicada às produções brasileiras em todos os gêneros, exceto no formato de curtas-metragens.

Inicialmente, a plataforma começa com um catálogo com cerca de 340 títulos, mas deve atingir em breve 500 produções audiovisuais. Seu acervo de conteúdos conterá desde filmes de ficção – como os clássicos “Bye Bye Brasil”, de Cacá Diegues, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e “O Quatrilho”, de Bruno e Fábio Barreto – a documentários premiados.

Dentre os conteúdos, a Brasiliana TV também contará com produções biográficas que contam a história de grandes nomes da política e da cultura nacionais, como João Goulart, Juscelino Kubitschek, Sobral Pinto, Clementina de Jesus e Paulo Autran.

Além disso, ainda terá uma variedade de séries, como “Luz & Sombra – Fotógrafos do Cinema Brasileiro”, “Diretores de Arte”, “Na Trilha do Som” e “Grandes Cenas” – que relembra e analisa as principais cenas de filmes icônicos como Central do Brasil e Pixote.

A curadoria do serviço de streaming é realizada pela programadora Curta!, responsável pelo canal Curta!, e terá receita garantida por três anos. Com ela, deverá distribuir cerca de R$ 650 mil em royalties anuais entre os produtores das obras incluídas.

O lançamento da Brasiliana TV já tinha sido anunciado pela programadora no início de janeiro deste ano, quando se manifestou sobre a ausência, pelo segundo ano consecutivo, de suas plataformas no Panorama do Mercado de Vídeo por Demanda no Brasil 2023, realizado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Segundo o portal TelaViva, o sócio fundador do Curta! Júlio Worcman afirmou que, ao desconsiderar plataformas muito relevantes para a distribuição do conteúdo nacional e independente, o estudo é inválido para subsidiar a regulamentação do VOD, incluindo políticas de incentivo ao conteúdo e às plataformas nacionais.

“Eu entrego os dados das plataformas sem cobrar nada por isso”, ironiza.

Muitos conteúdos brasileiros são disponibilizados pela plataforma da programadora Curta!, como o PortaCurtas que conta com 1.217 filmes de curta-metragem de todos os gêneros, todos brasileiros, independentes e com Certificado de Produto Brasileiro (CPB) emitidos pela Ancine; o CurtaON, que possui um catálogo com 1.174 filmes de longa-metragem ou episódios de série documentais disponíveis, sendo 860 brasileiros independentes; e a plataforma CurtaEdu disponibiliza conteúdos audiovisuais classificados pela Base Nacional Comum Curricular para utilização por professores em projetos pedagógicos em salas de aula.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários