06/04/2024

TikTok está sendo processado por causar vício nas crianças

Uso da rede social de vídeos, o TikTok, de forma exagerada por parte das crianças levantou um questionamento importante.

O estado de Utah nos Estados Unidos iniciou um procedimento legal contra a rede social TikTok, levantando várias acusações que vão desde conexões com a China até o possível uso perigoso por parte de crianças.

TikTok

De acordo com a documentação legal, a plataforma utiliza “algoritmos extremamente poderosos e técnicas de design manipulativas” que conseguem atrair jovens consumidores por meio de mecanismos semelhantes aos utilizados em máquinas caça-níqueis. Além disso, o TikTok é acusado de afirmar que pode criar um ambiente digital seguro para crianças, embora não haja garantias disso.

Assim, os responsáveis pelo processo argumentam que adolescentes e até mesmo crianças, sendo mais suscetíveis, podem se tornar dependentes da plataforma, passando horas intermináveis assistindo aos seus conteúdos. Eles abrem compulsivamente o aplicativo ao longo do dia, resultando em efeitos adversos para o bem-estar e a saúde mental dos usuários.

O processo judicial levantado não apenas discute preocupações relacionadas ao consumo, mas também alega que o aplicativo engana os consumidores ao apresentar informações enganosas sobre seu nível de conexão com a ByteDance, a empresa desenvolvedora chinesa. É importante mencionar que a ByteDance foi previamente acusada de possivelmente ser um instrumento de espionagem e coleta de dados de cidadãos norte-americanos.

O processo em questão teve origem a partir de uma investigação conduzida pela Division of Consumer Protection (UDCP), uma autoridade de proteção ao consumidor do estado de Utah. Os promotores envolvidos na investigação solicitaram que a ByteDance seja levada a julgamento, exigindo não apenas a aplicação de multas substanciais por violações das leis estaduais, mas também buscando indenizações que podem atingir a cifra impressionante de até US$ 600 mil, equivalente a cerca de R$ 3 milhões em conversão direta de moeda.

Até o momento, a ByteDance não emitiu um comunicado oficial em resposta ao caso, quando contatada pela equipe de reportagem da Reuters. Importante notar que essa não é a primeira vez que a empresa se vê sob escrutínio público. Ela já foi alvo de investigações anteriores devido à sua preferência pelo público jovem, levantando suspeitas sobre possíveis irregularidades no uso do aplicativo por essa faixa etária específica.

Ademais, a ByteDance enfrentou problemas legais em outras regiões do mundo. Na União Europeia, a empresa foi multada por expor dados de usuários, uma violação séria de privacidade. Além disso, o aplicativo foi banido no estado norte-americano de Montana, levantando preocupações sobre sua operação em solo americano. A situação ainda se agrava com o compromisso de um dos candidatos do partido Republicano à presidência dos Estados Unidos, que prometeu banir o TikTok caso fosse eleito. Todas essas ações destacam as crescentes preocupações e desafios enfrentados pela ByteDance em relação à sua gestão do TikTok e às implicações legais decorrentes de suas práticas operacionais.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários