19/04/2024

Argentina está programada para lançar leilão do 5G neste mês

País vizinho ao Brasil, a Argentina, está próxima de fazer o lançamento do Leilão do 5G, que deve ter uma arrecadação milionária.

A Argentina está programando realizar um leilão para a implantação da tecnologia 5G em seu território, com a data marcada para o dia 24 de outubro. A iniciativa foi anunciada pelo governo argentino em um comunicado emitido em 11 de outubro, e tem como objetivo principal a arrecadação de aproximadamente US$ 1,05 bilhão, o que equivale a cerca de R$ 5,3 bilhões em moeda local.

Argentina

É importante notar que a realização deste leilão está agendada para ocorrer apenas dois dias após o primeiro turno das eleições, onde os argentinos definirão o próximo presidente, membros do Congresso e governadores das províncias, que são entidades equivalentes aos estados brasileiros.

O leilão em questão diz respeito ao licenciamento da faixa de frequência compreendida entre 3,3 GHz e 3,6 GHz, que é considerada de categoria primária para a implementação da tecnologia 5G. Nesse contexto, o espectro total a ser leiloado abrange 300 MHz, divididos em três lotes de 100 MHz cada.

Conforme informações da Entidade Nacional de Comunicações (Enacom), três empresas já demonstraram interesse e se qualificaram como licitantes para participar do processo. Elas também apresentaram as garantias necessárias para a participação no leilão. Com a realização desse leilão, a Argentina pretende dar um importante passo rumo à modernização de sua infraestrutura de telecomunicações e à disponibilidade da tecnologia 5G no país.

As informações divulgadas pela mídia local indicam que as empresas de telecomunicações interessadas em implantar a tecnologia 5G na Argentina são a Claro, a Movistar (uma marca do Grupo Telefónica) e a Personal, uma empresa local do setor.

A implementação da tecnologia 5G é considerada uma política de Estado a médio e longo prazo, que requer uma colaboração eficaz entre o setor público e o setor privado, segundo explicação da Enacom.

“A implantação do 5G constitui uma política de Estado de médio e longo prazo que exige uma colaboração virtuosa entre o setor público e o setor privado, entre investimentos para a renovação da infraestrutura de rede que será realizada pelas empresas e pelo governo para permitir a sua comercialização com concorrência leal e preços acessíveis para os usuários”.

É importante destacar que o anúncio do leilão para a licitação das frequências do 5G ocorre em um momento em que o governo argentino enfrenta desafios econômicos. A moeda nacional, o peso argentino, está em desvalorização, e o banco central está tendo dificuldades em aumentar as reservas de moeda estrangeira, o que é fundamental para estabilizar a taxa de câmbio. Nesse contexto, o leilão do 5G também representa uma oportunidade para o governo gerar receita e atrair investimentos estrangeiros que possam contribuir para a recuperação econômica do país.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários