27/02/2024

Brasil registra 46,58 milhões de clientes banda larga fixa em julho

Dados recentes sobre o serviço de banda larga fixa no Brasil mostra um crescimento geral na contratação desse produto.

No final do mês de julho, o Brasil registrou um total de 46,58 milhões de conexões de banda larga fixa, de acordo com informações divulgadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Isso representa uma diminuição de 0,6% em comparação com o mês anterior, quando havia 46,87 milhões de assinaturas ativas no país.

Banda Larga

Os dados revelam que a redução mensal foi principalmente causada pela diminuição das conexões de fibra óptica, que perderam 179,4 mil assinantes, resultando em um total de 33,88 milhões de residências conectadas através desse tipo de tecnologia de cabeamento.

No entanto, ao se observar o mercado de banda larga fixa como um todo e comparar com julho de 2022, é possível notar um aumento de 7% no número total de acessos. Naquele período, havia 43,53 milhões de assinaturas de internet fixa em todo o território nacional. Isso significa que, em termos absolutos, mais de 3 milhões de conexões foram adicionadas ao longo de um período de 12 meses.

Dados sobre banda larga fixa em relação as empresas

De acordo com os dados fornecidos Anatel, podemos observar a seguinte situação no mercado de banda larga fixa no Brasil:

  1. Claro lidera o mercado: A operadora Claro mantém sua posição de liderança com 9,86 milhões de assinantes, o que representa uma participação de mercado de 21,2%. Nos últimos 12 meses, a base de clientes da Claro cresceu 1,2%, o que equivale a um aumento de 112 mil assinantes. Em julho, a Claro adicionou 35 mil novos acessos em fibra, mas perdeu cerca de 15 mil acessos em cabo coaxial.
  2. Vivo em segundo lugar: A Vivo ocupa a segunda posição, com 6,58 milhões de acessos, correspondendo a 14,1% do mercado. A marca do Grupo Telefónica registrou um crescimento de 0,4% em relação ao mês anterior e um aumento de 3,4% em um ano. Notavelmente, quase 90% dos acessos da Vivo são em fibra.
  3. Oi enfrenta perdas: Ao contrário de suas concorrentes, a Oi perdeu assinantes em julho, encerrando o mês com 4,92 milhões de clientes, o que representa 10,6% do mercado. A queda mensal foi de 1,1%, resultando em 52 mil acessos a menos. Em um período de 12 meses, a Oi registrou uma redução de 3,7% em sua base de clientes.
  4. Provedores de serviços de internet (ISPs): No segmento dos ISPs, o grupo Alloha Fibra possui 1,51 milhão de assinaturas, enquanto a Brisanet possui 1,22 milhão. Essas são as únicas empresas com mais de 1 milhão de clientes, excluindo a futura fusão entre Vero (822,2 mil acessos) e Americanet (612 mil). Além disso, Desktop (984,5 mil) e Algar (801,9 mil) estão à frente da TIM (779,4 mil).
  5. ISPs lideram o mercado: Quando se trata da divisão entre grandes operadoras e provedores de menor porte, os ISPs mantêm a liderança, com um total de 24,37 milhões de acessos, em comparação com os 22,21 milhões das operadoras tradicionais.

Portanto, ao final de julho, os provedores de serviços de internet detinham 52,31% do mercado de banda larga fixa, evidenciando seu crescimento e influência nesse setor.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários