24/02/2024

Algar adquire 645 mil clientes através do sistema de franquias

Modelo de negócios baseado em franquias da Algar pode render para a companhia resultados financeiros positivos.

O sistema de franquias da Algar Telecom, após cinco anos de operação está contando atualmente com uma base de 645 mil clientes de serviços de banda larga e celular, distribuídos em 92 municípios em todo o país. Este sistema, composto por 29 clusters espalhados por cinco estados, contribui significativamente para a receita de varejo da Algar Telecom, respondendo por 35% dela. Em um marco importante, o modelo de negócios recebeu recentemente o selo de excelência da Associação Brasileira de Franquias (ABF).

Algar Telecom

O programa Algar Franquias foi lançado em dezembro de 2017 como parte da estratégia de crescimento da empresa, e começou suas operações em agosto de 2018, com a inauguração da primeira franquia.

Na fase inicial, todas as 20 franquias disponíveis foram vendidas com sucesso, o que motivou a empresa a planejar uma segunda etapa de expansão, visando atender a outras regiões atendidas pela infraestrutura de telecomunicações da Algar Telecom, como o interior de São Paulo, a região Centro-Oeste e o Sul do Brasil.

Foco dessa estratégia de negócios

O Algar Franquias é voltado para atender tanto clientes de varejo quanto pequenas e médias empresas (MPE), e atualmente está presente em cinco estados: Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Com um total de 92 franquias em operação, o programa gerou mais de 900 empregos diretos até o momento.

Ana Flávia Martins, diretora de negócios de franquias da Algar Telecom, destaca que esses resultados refletem o êxito do modelo de franquias da empresa. Ela enfatiza que esse modelo permitiu que a Algar Telecom, que antes estava concentrada em estratégias de crescimento no mercado B2B, expandisse sua atuação para o mercado B2C em parceria com seus franqueados. Isso possibilitou a inclusão de diversas comunidades e a geração de benefícios sustentáveis para todos os envolvidos, com práticas ambientalmente responsáveis.

 “Esses resultados ilustram o sucesso do nosso modelo de franquias, que permitiu que a Algar Telecom, até então focada na estratégia de crescimento no B2B, também pudesse crescer no B2C em conjunto com seus franqueados, servindo novos clientes do varejo. É um exemplo de solução que nos conectou aos diversos ‘Brasis’, levando à inclusão de comunidades e gerando retorno para todos os envolvidos de forma sustentável, com práticas ambientalmente corretas”.

Márcio de Jesus, vice-presidente de negócios B2C da Algar Telecom, destaca que o modelo de negócios da empresa estabelece um ciclo virtuoso que beneficia todas as partes envolvidas. Segundo ele, neste sistema, há uma relação de ganha-ganha entre a empresa, seus clientes e os franqueados, resultando em vantagens mútuas.

Como funciona o modelo de franquias da Algar Telecom

Segundo a explicação da própria companhia, a franquia da Algar Telecom é um modelo de investimento que oferece a oportunidade de empreender em parceria com uma empresa que possui 69 anos de experiência no setor de telecomunicações.

Nesse modelo, o franqueado desempenha um papel fundamental na gestão da expansão da rede, na equipe técnica, na instalação e manutenção de serviços de telecomunicações, como telefonia fixa, internet e serviços móveis, além de gerenciar toda a experiência do cliente, desde o primeiro contato até o pós-venda.

A Algar Telecom presta suporte especializado aos franqueados em todas as fases do negócio, desde a fase de negociação até a operação cotidiana. Isso significa que os franqueados recebem orientação e assistência da empresa para garantir o sucesso de suas operações.

Para se tornar um franqueado da Algar Telecom, a empresa tem como público-alvo tanto empreendedores do setor de telecomunicações quanto provedores de serviços de internet (ISP – Internet Service Provider).

Para os ISPs, é necessário cumprir alguns critérios, como já possuir uma infraestrutura de rede na região de atuação, uma base de clientes estabelecida e uma boa reputação local. Quanto aos empreendedores do setor de telecomunicações, também são exigidas habilidades de investimento, conexões locais, uma visão de longo prazo para o negócio, um histórico sólido em empreendedorismo e uma boa reputação na área de atuação.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários