19/04/2024

Mercado de satélites: Viasat conclui aquisição da Inmarsat

Fusão de empresas permitirá competir no mercado em expansão e impulsionar liderança global no setor de satélites.

A Viasat anunciou hoje, 31 de maio, que concluiu a aquisição da Inmarsat, uma operadora de satélites rival, após obter as aprovações regulatórias nos Estados Unidos e na Europa.

Satélite

O negócio envolveu uma transação de aproximadamente US$ 7 bilhões e foi realizado por meio da troca de ações entre os acionistas e a reestruturação da dívida da Inmarsat, que totalizava US$ 3,4 bilhões e agora será assumida pela Viasat. Além disso, um montante de US$ 551 milhões foi pago em dinheiro.

A fusão entre as duas empresas permitirá que a nova companhia tenha uma maior capacidade de competir no mercado em expansão das operadoras de satélites. Ela também estará mais bem posicionada para enfrentar a concorrência de novas empresas que estão apostando em serviços de banda larga e adotando tecnologias de órbita baixa e média.

Os principais executivos da Inmarsat, o ex-presidente da Nokia Rajeev Suri e o presidente do conselho Andy Sukawaty, agora farão parte do Conselho de Administração da Viasat como representantes dos novos acionistas.

A liderança do grupo Viasat permanecerá inalterada, com Mark Dankberg como presidente do conselho e Guru Gowrappan como CEO. A sede para negócios internacionais do grupo será transferida dos Estados Unidos para Londres, no Reino Unido, enquanto a sede corporativa da holding continuará em Carlsbad, na Califórnia (EUA).

Serão realizadas mais mudanças na diretoria, as quais ainda não foram divulgadas e ocorrerão à medida que a integração das empresas avançar. De acordo com Gowrappan, o objetivo da companhia é se tornar líder global no setor de satélites.

“Somos mais do que apenas a soma de nossas partes. Essa combinação amplia os serviços fixos e móveis disponíveis para os consumidores em um momento crucial para a indústria”, afirma em comunicado.

Com a fusão, o grupo terá acesso a um espectro maior, mais satélites e infraestrutura terrestre. No total, serão operados 19 satélites nas bandas Ka, L e S.

Ambas as empresas possuem escritórios no Brasil. A Viasat é parceira e responsável pela exploração comercial do SGDC-1, um satélite de banda Ka que pertence à Telebras.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários