Início5G5G: Governo Federal não pretende ceder para operadoras

5G: Governo Federal não pretende ceder para operadoras

Empresas de telefonia móvel terão que assumir todos os compromissos propostos, caso queiram arrematar frequências para o 5G.

Flickr Palácio do Planalto
Imagem: Flickr Palácio do Planalto

O adiamento da aprovação do edital que norteará o leilão de frequências para o 5G levantou uma “pulga atrás da orelha” de muitos. Afinal, o que realmente aconteceu?

Com um manifesto de apoio ao novo prazo, as operadoras demonstraram interesse em uma nova avaliação de tudo o que foi proposto.

Na sequência, informações de bastidores garantiam que, após as exigências do Governo Federal, as teles consideraram que o 5G seria impagável, já que teriam que cumprir muitas obrigações.

Entre elas podemos citar a criação de uma rede privativa para o governo, expansão da conectividade 4G, criação de uma rede de fibra óptica para localidades não atendidas, entre outras.


VIU ISSO?

–> Atualmente, 5G pode ser ‘impagável’ para as operadoras

–> Edital do 5G prevê Roaming obrigatório; o que significa?

–> Operadoras apoiam adiamento da votação do edital do 5G

Há quem diga que houve até mesmo uma pressão para que o Ministério das Comunicações publicasse uma nova portaria.

No entanto, a informação que circula é que o Governo Federal não planeja ceder, ou seja, não deve fazer qualquer alteração no que já foi proposto.

O entendimento é que, independente do tamanho dos custos, as empresas não teriam que pagar mais do que investiriam pelas frequências do 5G.

A explicação é que as operadoras não terão que investir além do valor previsto, já que o leilão terá viés arrecadatório. O dinheiro será investido em infraestrutura.

Isso significa que ao invés de pagar aos cofres públicos, as operadoras vão destinar seus investimentos para todas as exigências propostas pelo Governo Federal.

Fontes garantem que as empresas não terão que arcar com todas as exigências, poderão pontualmente escolher de acordo com o valor que vão investir.

Com informações de InfoMoney

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários