23/02/2024

Internet marítima via satélite da Starlink chega ao Brasil, veja o valor

De acordo com a empresa, o serviço conta com velocidade de até 220 Mbps e 25 Mbps de upload em praticamente qualquer oceano do mundo.

Nesta terça-feira (23), a SpaceX anunciou o lançamento da Starlink Marítima no Brasil, que é a versão do serviço de internet banda larga via satélite da empresa que leva conectividade para os mares. A companhia promete velocidade de até 220 Mbps e 25 Mbps de upload em praticamente qualquer oceano do mundo, e garante cobertura de 100% nas águas territoriais do país.

Embora seja um serviço que deve ser uma alternativa para quem vive em alto mar, como veículos da marinha mercante, plataformas de petróleo, iates de cruzeiros e tantas outra embarcações, o custo da Starlink Marítima tem o mesmo gosto do oceano: salgado, pois custa a partir de US$ 1.283 por mês, o equivalente a quase R$ 6,4 mil na cotação atual, sem a inclusão de impostos. Além disso, ainda é preciso comprar um hardware por R$ 12.830 em parcela única.

Atualmente, este serviço é usado para realização de lives e vídeos de alta qualidade de pousos de foguetes da SpaceX no mar, fornecendo cobertura contínua nos motores frontais capazes de gerar até 190.000 libras-força, com a conexão suportando situações extremas de calor, frio, chuvas e tempestades.

De acordo com a empresa, o serviço está disponível da forma que o cliente achar necessário. Ou seja, é possível ativar ou pausa a qualquer momento. Isso significa que o cliente paga pelo mês fechado e usa o período contratado, mesmo que leve mais de 30 dias.

A Starlink Marítima ainda oferece uma oferta inicial com 30 dias gratuitos de teste, que serve para o cliente experimentar o serviço e se não ficar satisfeito, poderá solicitar o reembolso do valor total pago e devolver o equipamento. Pela falta de contrato, é possível cancelar sem multas ou encargos extras.

Além do Brasil, a Starlink Marítima oferece suporte oficial para 38 países, mas a compatibilidade é para todo mundo, incluindo águas interiores, que depende de aprovação do governo local.

No Brasil, a Starlink já oferece internet via satélite, com foco para levar conectividade para regiões remotas e afastadas. Recentemente, embora não tenha sido muito impactante, a empresa reduziu o preço do serviço.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários