22/02/2024

MCom diz que pequenos provedores de internet são importantes para o país

Juscelino Filho representou o MCom em um evento e falou sobre a importância de levar internet a mais locais no país.

O ministro Juscelino Filho, do Ministério das Comunicações, participou hoje (24) da abertura do 14º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (ABRINT), realizado em São Paulo. O tema deste ano é “Potencializando Conexões”. Durante o evento, o ministro ressaltou a importância do setor no apoio à inclusão digital das famílias mais vulneráveis no país.

MCom

“Segundo pesquisas, quase 20% da população ainda não tem acesso à internet”, enfatizou o ministro.

Ele afirmou que os pequenos provedores desempenham um papel crucial no Brasil e expressou confiança de que eles serão grandes parceiros na tarefa de levar conectividade às regiões rurais remotas e superar os desafios da inclusão digital para os brasileiros ainda desconectados. 

“Os pequenos provedores exercem um papel importante no nosso país e não tenho dúvida alguma que eles serão grandes parceiros para que a gente leve essa conectividade para aquelas regiões rurais remotas, distantes, e supere esses desafios de levar essa inclusão digital para esses brasileiros que ainda não estão conectados”.

Compartilhamento de postes

Por fim, o ministro anunciou que em breve o Ministério das Comunicações e o Ministério de Minas e Energia irão publicar uma portaria sobre uma política pública de compartilhamento de postes em todo o país.

Maximiliano Martinhão, o secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações (MCom), participará de discussões sobre a situação do compartilhamento de postes. Com o objetivo de regulamentar o setor e resolver definitivamente essa questão, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estão elaborando uma resolução. 

Na semana passada, o MCom e o Ministério de Minas e Energia (MME) expressaram apoio à iniciativa conjunta das agências para a gestão compartilhada de postes. Paralelamente, um grupo de trabalho está analisando as contribuições recebidas durante a Consulta Pública nº 73/2021, que oferecem subsídios para avaliação do impacto regulatório (AIR) e para aprimoramentos na regulamentação do compartilhamento de infraestrutura entre os dois setores.

O congresso prosseguirá até sexta-feira (26), oferecendo mais de 70 horas de palestras, debates e workshops. Além disso, o evento contará com estandes nos quais expositores de centenas de empresas nacionais e internacionais apresentarão as últimas novidades do mercado, estabelecerão parcerias comerciais e fortalecerão suas redes de contatos. A Telebras, entidade vinculada ao MCom, terá um estande no evento.

ViaMcom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários