24/02/2024

Netflix exclui post que dita regras sobre compartilhamento de senhas

Plataforma admite erro e explica que o comunicado foi publicado em países onde as regras são aplicáveis, mas foi parar em outros lugares.

Nas últimas semanas, a medida para coibir o compartilhamento de contas pela Netflix foi o centro das notícias no setor de streaming. Desde o segundo semestre do ano passado, que a plataforma começou a testar o sistema de cobrança adicional em alguns países, sendo que na última semana detalhou sua estratégia para barrar a prática dos assinantes.

Entretanto, na última sexta-feira (03), a Netflix removeu um comunicado sobre as especificações de uma medida contra o compartilhamento de senhas, de acordo com um relatório do ‘The Streamable’. Aparentemente houve um equívoco na publicação das novas regras em vários países.

De acordo com o portal, a postagem era destinada aos países latinos onde os testes do novo sistema estão em vigor: Chile, Costa Rica e Peru. O engano foi confirmado pela própria plataforma, afirmando que as informações eram aplicáveis há apenas alguns países, mas que foi publicado em outros lugares.

“Ontem, por um breve período, um artigo do centro de ajuda contendo informações aplicáveis ​​apenas ao Chile, Costa Rica e Peru foi publicado em outros países”, explicou o porta-voz. “Desde então, o atualizamos.”

A situação repercutiu muito mal e foi recebida com desaprovação quase universal dos assinantes, muitos dos quais delinearam várias situações de vida nas quais essa nova política não seria viável. Inclusive, alguns declararam a intenção de cancelar a assinatura da Netflix, se houve a cobrança adicional no compartilhamento de senhas.

De acordo com uma declaração de um porta-voz da Netflix, essas novas regras estão em vigor apenas em alguns países e quaisquer alterações em potencial serão comunicadas aos assinantes antes que elas realmente ocorram.

Assim como já informado, as medidas para encerrar o compartilhamento de senhas, como o rastreamento de endereços IP, localização de login e atividade da conta já estão na mira para serem aplicadas para os assinantes dos Estados Unidos. “Parece muito com a maneira como você gerencia um aumento de preço. Os consumidores não vão adorar isso de cara, mas precisamos mostrar a eles por que eles devem ver valor“, disse o ex-CEO Ted Sarandos durante uma aparição no final de 2022.

Cobrar pelo compartilhamento de contas é uma estratégia da Netflix, pois acredita ser a causa para a estagnação do seu número de assinantes, mas de acordo com especialista, a empresa chegou em em estágio que atingiu todos os clientes que poderia alcançar no planeta, e que um crescimento muito acentuado no número de assinantes no curto ou médio prazo é muito improvável. Para a plataforma, no compartilhamento de senhas há potenciais clientes que poderiam ter sua própria assinatura, e não o fazem ter acesso a contas de amigos e familiares.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários