23/02/2024

Oi anuncia Luis Plaster na diretoria de Relações com Investidores

Executivo assume o cargo de Marcelo Salgado e se reportará à diretora de Finanças e Relações com Investidores, Cristiane Barretto Sales.

Na semana passada, a Oi anunciou a contratação do novo diretor de Relações com Investidores, o executivo Luis Plaster, que assumiu o cargo antes ocupado por Marcelo Augusto Salgado. Na função, ele se reportará diretamente à diretora de Finanças e Relações com Investidores, Cristiane Barretto Sales.

Luis Plaster tem mais de 20 anos de experiência no setor de telecomunicações, é formado pela Fundação Getúlio Vargas em Administração, com pós-graduação na FGV (CEAG) e MBA Executivo pelo Instituto Empresa de Madrid, Espanha. Ele trabalhou liderando o Programa de Relações com Investidores na Telefônica/Vivo por 12 anos até julho de 2021, e por 8 anos atuou nas áreas de estratégia, M&A e FP&A no grupo Telefônica no Brasil e na Espanha.

O executivo tem experiência no relacionamento local e internacional com investidores e analisar, principalmente com os principais Fundos Globais de Tech (Buy Sides) e Sell Sides de TMT (Tecnologia, Midia e Telecomunicações), credores e agências de rating. Seu cargo mais recente foi o de Diretor de RI na fintech unicórnio EBANX.

Luis Plaster passa a ocupar o cargo de Marcelo Ferreira, que começou sua carreira na Oi atuando na controladoria, onde se destacou na área de Planejamento Financeiro. Ele esteve à frente da área de Relações com Investidores nos últimos 10 anos e exerceu um papel fundamental como líder na comunicação ao mercado nas importantes transformações pelas quais passamos nesse período, incluindo a fase de processo de recuperação judicial da empresa e o planejamento estratégico.

Em conferência realizada na sexta-feira (12) para divulgar os resultados financeiros da Oi, Rodrigo Abreu, CEO do grupo, agradeceu os serviços prestados por Ferreira e sua contribuição para a transformação recente da companhia, e deu as boas vindas para a Plaster.

Na conferência, embora tenha apresentado um prejuízo de R$ 321 milhões no segundo trimestre do ano, a Oi conseguiu reduzir sua dívida, proporcionando ainda uma expectativa mais positiva para as próximas análises. Durante o evento, Abreu detalhou os números da companhia e falou do processo de venda do DTH para a SKY, além do futuro da V.tal.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários