27/02/2024

Highline terá concorrência em leilão bilionário de torres fixas da Oi

Mais duas empresas se mostraram interessadas na infraestrutura da operadora, mas elas precisarão bater a proposta da Highline.

A Highline, que enviou proposta para aquisição de 8 mil torres fixas da Oi, terá concorrência, pois mais duas empresas se apresentaram à operadora como interessadas no leilão judicial, que está agendado para acontecer no dia 22 de agosto, para a venda da infraestrutura da Oi. O prazo para novos interessados se apresentarem já foi encerrado.

As outras duas empresas interessadas são: IHS, grupo de infraestrutura fundado na Nigéria, e a American Tower (ATC), grupo norte-americano que é o maior detentor de infraestrutura passiva do Brasil.

Atualmente, o IHS está presente em 11 países, é sócio da I-Systems no Brasil, operadora de rede óptica neutra fundada a partir de ativos da TIM Live – a TIM, inclusive, é sócia da I-Systems e cliente âncora da empresa. Já a ATC é uma grande fornecedora de torres para a Oi e demais operadoras. Em seu balanço financeiro do segundo trimestre do ano, a empresa informou receitas de cerca de US$ 24 milhões no Brasil.

Com isso, ambas empresas estão habilitadas para competir pelos ativos da Oi, e pediram acesso ao data room montado pela Oi para informar aos interessados sobre as especificidades do negócio de torres da rede fixa.

A partir de agora, as duas companhias vão decidir se vão de fato formular uma proposta para a aquisição das torres fixa da Oi, sendo que elas têm o prazo até 22 de agosto, às 12h, para entregar os envelopes com suas propostas, que serão abertas às 15h do mesmo dia. Lembrando que ao estarem habilitadas para competir no leilão não as obrigam a realizar uma oferta.

Vale lembrar também que o resultado da licitação será homologado pela Justiça, pois a Oi ainda passa por processo de recuperação judicial. Depois disso, passará para análise da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Highline foi a empresa que colocou ativos fixos da Oi em evidência, ao ser a primeira a realizar proposta que prevê o pagamento de R$ 1,08 bilhão. Se a IHS e a ATC quiserem apresentar lances, deverão trazer propostas que sejam superiores para superar a Highline.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários