11/07/2024

TIM e Vivo são listadas como algumas das empresas mais inovadoras do Brasil

Essa é a estreia da TIM nessa listagem, enquanto a Vivo está no segundo ano neste ranking de reconhecimento.

A MIT Technology Review Brasil divulgou uma lista que destaca as operadoras TIM e Vivo como algumas das empresas mais inovadoras do Brasil, conforme anunciado em 5 de julho. O estudo, denominado Innovative Workplaces 2024 e em sua terceira edição, avaliou mais de 2 mil empresas participantes.

A análise da capacidade de inovação dessas empresas foi baseada em quatro critérios principais: gestão, marketing, processos e produtos. Além disso, a plataforma conduziu entrevistas com executivos como parte do processo de avaliação.

Os setores das empresas são variados, há bancos, empresas de cosméticos, ramo alimentício e muitas outras. Veja a lista abaixo em ordem alfabética:

  • Alelo
  • Ambev
  • Boston Scientific
  • Bradesco Seguros S/A
  • Brasilprev
  • Generali
  • Gerdau
  • Grupo Boticário
  • iFood
  • Itaipu Binacional
  • Mobiup
  • NTT DATA
  • Oxygea Ventures
  • Petrobras
  • SAS Brasil
  • Teleperformance CRM
  • TIM
  • Vibra Energia
  • VLI
  • Vivo

Destacam-se principalmente os setores de tecnologia, telecomunicações, seguros, finanças e eletricidade.

A Vivo, operando como marca comercial da Telefónica no Brasil, foi reconhecida entre as 20 empresas brasileiras mais inovadoras pela segunda vez.

A TIM também entrou na lista pela primeira vez, marcando sua estreia nesta terceira edição nacional do estudo sobre locais de trabalho inovadores.

André Miceli, CEO da MIT Technology Review Brasil e coordenador da pesquisa, observa que há padrões distintos entre as empresas que realmente incorporaram a inovação, o que as posiciona de maneira proeminente no cenário empresarial brasileiro. Essas empresas são constantemente focadas em reinventar seus modelos de negócios, buscando constantemente novas maneiras de melhorar e se adaptar às demandas do mercado.

“É possível observar que existem alguns padrões nas empresas que, de fato, incorporaram o processo de inovação e, por isso, ganham destaque no cenário brasileiro. São empresas que pensam a todo momento em maneiras de destruir e reconstruir seu próprio negócio.”

A MIT Technology Review Brasil classifica empresas com base no setor e tamanho, dividindo-as em grupos de inovação. Utilizam faixas de faturamento do BNDES para apuração. Em 2024, as notas para várias áreas incluem: Tomada de decisão com dados: 4,08 (+0,06 vs. 2023), Diversidade: 4,3 (+0,07), Gestão & Cultura: 4,49 (+0,08), Marketing & Vendas: 4,26 (-0,01%), Inovação aberta: 4,18 (+0,03), Processos: 3,99 (+0,10%), Produtos & Serviços: 4,39 (+0,10).

Segundo a coordenação do estudo, a pesquisa indica estabilidade nas práticas de inovação entre empresas bem estabelecidas, com índices mantendo-se consistentes ao longo do tempo.

“Apesar de vermos, constantemente, a lista ser atualizada, há uma estabilidade no avanço do processo de inovação, com os índices se mantendo praticamente estáveis. Isso demonstra que as empresas que têm o processo de inovação de alguma maneira estabelecido repetem as práticas, o que gera um contágio dessas ações”.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários