Reclamações sobre serviços de telecom caíram mais de 15% em maio

Em maio de 2022 foram registradas 161.348 queixas, 29.243 a menos que as registradas em maio de 2021 no setor de telecom.

Dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), revelam que o setor de telecom apresentou queda no número de reclamações em maio deste ano se comparado com o mês anterior. No total, o número de queixas referentes a serviços prestados por operadoras caiu mais de 15%, correspondendo a 29.243 reclamações a menos no período de 30 dias.

Em abril de 2022, o órgão regulador somou 190.591 reclamações dos consumidores contra teles, enquanto em maio as queixas caíram para 161.348 com previsão de que no mês de junho o número de reclamações se mantenha em baixa em telecom.

Conforme comenta o presidente executivo da Conexis Brasil Digital, Marcos Ferrari, “São quedas recordes que mostram que as ações do setor para melhorar a experiência do usuário tem surtido efeito”, destacando o trabalho das empresas em melhorar a qualidade do serviço prestado aos brasileiros.

Segundo o relatório, todos os serviços relacionados à telefonia móvel, fixa, internet e TV apresentaram queda na quantidade de reclamações junto à agência. Em destaque está o segmento de TV por assinatura, que nesse período reduziu em 20% o número de queixas ao comparar os dados de maio deste ano com o mesmo período de 2021, equivalendo a menos 2.732 protestos.

No segundo lugar está o serviço de banda larga fixa com queda de 15,4%, seguido por telefonia móvel com 6,6%. Para Ferrari, esses indicadores são resultado dos fortes investimentos aplicados pelas empresas a partir de 2021, ano em que os aportes no setor ultrapassaram a marca de R$ 35 bilhões.

Em paralelo às aplicações, o aumento nas ferramentas impostas pela Anatel contra telemarketing abusivo também pode ter contribuído para haver essa redução significativa no número de reclamações nos últimos meses.

Google e Apple na contramão das teles

Embora não estejam relacionadas ao mercado brasileiro de telecomunicações, as empresas Google e Apple acumularam mais de 14 mil reclamações desde o começo deste ano no consumidor.gov, plataforma em que os cidadãos podem compartilhar queixas sobre serviços de marcas que atuam em território nacional.

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x