FCC dos EUA pede retirada do Tiktok das lojas de app do Google e Apple

Comissão Federal de Comunicações (FCC) enviou carta às empresas sob o argumento de que a rede social é um risco à segurança nacional.

Em mais uma ação argumentando segurança nacional contra suposta espionagem do governo chines, o comissário Brenda Carr, da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC, na sigla em inglês) enviou carta ao Google e Apple solicitando que as duas companhias retirem de suas lojas de aplicativos a rede social TikTok.

Segundo o comissário, a rede social tem um padrão “de práticas de dados clandestinos”. O pedido foi realizado depois que o BuzzFeed News mostrou que o escritório do TikTok na China teve acesso a dados de usuário dos EUA até janeiro deste ano. Inclusive, a empresa afirmou que estaria transferindo todos os dados dos usuários norte-americanos para o servidor da Oracle situado no país.

No entanto, a rede social continuará usando seus próprios servidores nos EUA e em Cingapura para backup, mas afirma que no futuro irá excluir os dados privados desses usuários do seus data center e irá transferi-los totalmente para os servidores em nuvem da Oracle.

“Também estamos fazendo mudanças operacionais de acordo com esse trabalho – incluindo o novo departamento que estabelecemos recentemente, com liderança nos EUA, para gerenciar apenas os dados de usuários dos EUA para o TikTok”, afirmou a rede social.

Na carta, Carr afirma que o Tiktok representa claramente um risco de segurança nacional inaceitável por causa da extensa coleta de dados em conjunto com o acesso, aparentemente não controlado, de Pequim a esses dados confidenciais.

“O TikTok é um aplicativo que está disponível para milhões de americanos por meio de suas lojas de aplicativos e coleta grandes quantidades de dados confidenciais sobre esses usuários dos EUA. O TikTok é de propriedade da ByteDance, com sede em Pequim – uma organização que pertence ao Partido Comunista da China e exigida pela lei chinesa para cumprir as exigências de vigilância da RPC”, disse Carr em sua carta.

Em sua página no Twitter, Brendan Carr, tweetou que “O TikTok não é apenas mais um aplicativo de vídeo. Essa é a roupa da ovelha. Ele coleta faixas de dados confidenciais que novos relatórios mostram que estão sendo acessados ​​em Pequim”.

Confira o tweet:

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x