06/07/2022

Empresa quer fornecer internet wifi entre a Terra e a Lua; entenda

Ainda em fase de angariar investimentos, a Startup Aquarian Space quer criar uma rede de comunicação lunar até 2024.

A startup Aquarian Space está planejando lançar o primeiro sistema de internet de alta velocidade wifi para a Lua, futuramente para Marte. Localizada em Boulder, no estado de Colocado, a empresa recebeu um investimento de US$ 650.000 (R$ 3,23 milhões) na fase de angariar financiamentos.

O objetivo do projeto é criar uma rede de comunicação lunar até 2024 através de satélites parecido com os usados por outras companhias no segmento de internet, como a Starlink, da SpaceX, para conectar o planeta Terra à Lua.

Atualmente, tal conexão é realizada por um sistema chamado “EME” (“Earth-Moon-Earth” ou “Terra-Lua-Terra”), que se baseia em plataformas que enviam e recebem informações em ondas de rádio.

A única questão do projeto é que possui um valor muito alto de custo, sendo que somente empresas como a NASA e a ESA (agência espacial europeia) possuem a capacidade de instalar uma infraestrutura que consiga propagar e receber ondas tão distantes.

O objetivo da Aquarian Space é criar uma infraestrutura paralela à usada pelas agências espaciais, que se chamaria de Solnet, sistema que será baseado em “redes de satélite comerciais de alta taxa de dados e entrega de alta velocidade“.

A diretora executiva da empresa, Kelly Larson, diz que “Em 2021, tivemos 13 módulos de pouso, rovers e satélites em órbita na Lua”.

“Até 2030, teremos 200, criando uma economia lunar multibilionária. Mas isso não vai acontecer sem uma sólida e confiável linha de comunicação entre a Terra e a Lua”, completa.

As análises técnicas do projeto estão sendo desenvolvidas com empresas que fazem parte do programa Commercial Lunar Payload Services (CLPS) da NASA. Por enquanto, a Aquarian Space não deu detalhes sobre os modelos de satélites que pretende usar para a rede ou como serão lançados ao espaço, mas disse que pretende usar o sistema para rastreamento de lixo espacial, observação do clima espacial e informações tanto da Lua quanto de Marte.

De acordo com a companhia, o desejo é iniciar os lançamentos em 2024, com a promessa de fornecer uma conexão de até 100 Mbps, com taxa três vezes superior à média estadunidenses que é de 30 Mbps.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
2
0
O que você acha? Comente!x