03/07/2022

Brasil terá até 154,9 mil EBRs em 2029, segundo a Anatel

Número leva em consideração as novas estruturas que serão construídas para receber a rede 5G no país.

De acordo com dados em panorama sobre o uso de radiofrequências no Brasil elaborado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o país deve chegar em 2029 com um número de 121,8 mil e 154,9 mil estações rádio base (ERBs) para oferta da telefonia celular. Em 2021, estão instalados em território nacional um total de 96,4 mil antenas.

No primeiro quantitativo (121,8 mil) é considerado o cenário em que as operadoras vencedoras de lotes nacionais no leilão do 5G realizam o compartilhamento total das ERBS da tecnologia. Já no segundo caso (154,9 mil), é esperado que cada empresa instale suas próprias estruturas por conta própria e sem o compartilhamento.

Para chegar a tais números, foi considerada as obrigações mínimas que as empresas precisarão atender conforme previstas no edital do 5G, assim como os números de população estimada nos municípios brasileiros. Com a chegada da quinta geração de conectividade móvel, a Anatel acredita que o crescimento de antenas deverá reverter a tendência observada atualmente.

“Nota-se uma diminuição no número de estações licenciadas com relação a anos anteriores. Essa diferença está relacionada com a aquisição da Nextel por parte da Claro, ocorrida em 2019, mas que ainda reflete mudanças atualmente”, afirmou o relatório da agência.

Dados de 2021

No final do ano passado, a Vivo era líder de participação com o maior número de antenas licenciadas, com 27,4 mil ou 28,4% da base nacional. A TIM tinha 26,8% do market share, com 25,8 mil ERBs, enquanto a Claro possuía 23,6% de participação, com 22,7 mil estações.

A Oi, que vendeu os seus ativos móveis para a TIM, Vivo e Claro, somava 18,8 mil estruturas, com 19,6% de market share no Brasil. As quatro operadoras contabilizavam quase 99% das ERBs ativas, sendo que outras empresas correspondiam apenas a 1,5 mil estações.

O relatório da Anatel também apontou as faixas mais utilizadas para a operação das ERBs ativas. A frequência 1,8 GHz aparece como a mais usada no Brasil, habilitando a prestação de serviço em 65,9 mil estações.

Em seguida estão a faixa de 2,5 GHz (55,2 mil antenas operando na frequência); o 2,1 GHz (53,1 mil); o 700 MHz (43,5 mil); o 850 MHz (40,6 mil); o 900 MHz (14,6 mil); e por último, o 450 MHz (207 estações).

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
2
0
O que você acha? Comente!x