28/02/2024

TIM cresce 60,4% e registra lucro líquido de R$ 2,95 bilhões em 2021

Operação envolvendo a venda do controle da rede neutra I-Systems foi o grande responsável pelo forte aumento no lucro da operadora; entenda.

Nesta quarta-feira (23), a TIM divulgou os resultados do ano e do quarto trimestre de 2021, onde registrou um forte aumento no lucro líquido, somando R$ 2,95 bilhões no ano, um crescimento de 60,4%.

Segundo a operadora, este número é resultado das entradas ano recorrentes de dinheiro, em especial, o pagamento da IHS pela participação majoritária na empresa de rede neutra I-Systems, operação que somou R$ 782,2 milhões ao caixa no 4T21.

No quarto trimestre, a TIM atingiu a receita líquida de R$ 4,8 bilhões, um aumento de 2,6% nas receitas líquidas, em relação ao mesmo período do ano anterior. O EBITDA cresceu 35,7% ano a ano e somou R$ 3,19 bilhões, enquanto que o lucro líquido foi de R$ 1 bilhão, alta de 0,2%. Desconsiderando os ganhos com a venda do controle da I-Systems, a operadora contabilizaria lucro líquido de R$ 768 milhões, queda de 26% a.a.

Em todo o ano de 2021, a empresa registrou receitas de R$ 18 bilhões, uma alta de 4,6%. O EBITDA cresceu 13,4%, para R$ 9,45 bilhões. Se normalizado, o EBITDA foi de R$ 8,73 bilhões, aumento de 4,4%. Excluindo os efeitos recorrentes ao longo do ano, o lucro líquido “normalizado” da TIM no ano passado foi de R$ 2,2 bilhões, um aumento de 17,6% em comparação com 2020.

LEIA TAMBÉM:

–> Algar Telecom registra receita líquida de mais de R$ 2.5 milhões em 2021

–> Vivo tem alta de 103% e lucra R$ 2,628 bilhões no 4T21

–> TIM patrocina o retorno do Festival Noites Cariocas

Base de clientes

Em questões operacionais, a TIM terminou o ano de 2021 com uma base móvel de clientes de 52 milhões, crescimento de 1,2% no comparativo com o ano anterior. Embora tenha perdido no pré-pago, onde registrou queda de 1,4% da base e somou 29,2 milhões, a operadora teve compensação no pós-pago, com alta de 4,7%, totalizando 22,86 milhões de clientes.

Em relação ao market share, tanto no pré quanto no pós, a operadora perdeu participação em 2021. No entanto, o churn (rotatividade de clientes) diminuiu de 4,4% para 3,5%. E a receita por cliente (ARPU) aumentou 5,9%, em média, para R$ 26,4.

Na banda larga fixa, a TIM Live ampliou a base Fiber To The Home (FTTH- fibra até a casa do consumidor) em 33,6%, totalizando 399 mil clientes. No entanto, na base FTTC (fibra até o armário da operadora no bairro atendido), houve queda de 17,6%, diminuindo para 286 mil conexões.

Dessa forma, a TIM registrou em 2021 adições líquidas em banda larga fixa para apenas 40 mil clientes. Ao todo, a TIM Live chegou ao fim de 2021 com 685 mil clientes. A receita média por acesso cresceu 3,7%, a R$ 90,4.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários