18/05/2022

Anatel atualiza a relação de smartphones 5G homologados

Consumidor pode consultar os aparelhos compatíveis com a nova rede, além de obter informações como nome comercial e fabricantes.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) atualizou a lista de celulares compatíveis com a rede 5G homologadas no órgão, sendo que a primeira foi publicada em dezembro de 2021. A relação de aparelhos não é a única novidade. A agência criou uma lista “interativa”, onde ela é atualizada automaticamente e mostra os modelos que funcionarão nas futuras redes brasileiras da quinta geração de internet móvel.

Com os dados obtidos diretamente da base da Anatel, a lista contém informações como modelo, nome comercial e fabricantes dos aparelhos, que poderão ser consultados no dia seguinte à atualização mais recente. Para a agência, a mudança passa maior confiabilidade, atualidade e dinamismo.

A quantidade de celulares 5G homologados pela agência vem aumentando a cada mês desde o leilão do 5G, em novembro de 2021. Na época, já havia 21 dispositivos que podiam ser usados com a nova rede. Em dezembro esse número foi para 40, enquanto que em meados de janeiro já são 52 aparelhos.

A quinta geração de internet móvel 5G Standalone está programada para começar a funcionar no Brasil até o final de junho de 2022 nas capitais brasileiras. Com isso, as fabricantes estão agilizando a produção dos aparelhos para que estejam à disposição da população quando a nova rede estiver em funcionamento, embora alguns smartphones compatíveis com o 5G já estejam disponíveis no mercado, mas ainda é uma pequena porcentagem.

LEIA TAMBÉM:

–> 5G: TIM realiza os primeiros testes da tecnologia VoNR na América Latina

–> Anatel aceita incluir Anhanduí e Rochedinho na implantação do 5G

–> Lei das Antenas: 5G anda a passos lentos em municípios brasileiros

A homologação realizada pela Anatel é o processo onde os fabricantes de smartphones passam a ter a permissão para comercializar os produtos no mercado brasiliero. Sem essa documentação, o produto é tratado como “pirata” e de comercialização ilegal.

Entretanto, a homologação vai além disso. Esse procedimento garante que o aparelho funcione nas redes 5G locais e que esteja alinhado com as regras brasileiras de uso de radiofrequência e segurança.

A agência recomenda, que além da consulta a lista, o consumidor verifique a presença do selo de homologação no aparelho ou no manual. Pode, ainda, consultar a operadora sobre a compatibilidade do produto com 5G.

A lista interativa já está disponível e pode ser consultada pelo portal do órgão. Vale ressaltar que nem todos os celulares homologados estão sendo comercializados. Alguns podem ser lançados nas lojas em semanas, meses, anos ou até nunca ser lançados. A homologação é apenas a autorização de venda do aparelho, caso a fabricante decida lançar o produto.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários