02/07/2022

5G será restrito em 50 aeroportos nos EUA

Aeroporto Internacional de Los Angeles, de O’Hare, em Chicago, e de Dallas/Fort Worth estão entre os aeroportos que serão zona livre da rede.

Após diversas polêmicas em relação a possível interferência do 5G nos aeroportos dos Estados Unidos e o adiamento do lançamento da tecnologia no país, parece que as autoridades e as operadoras entraram em consenso sobre o caso. A Administração Federal de Aviação (FAA) anunciou que 50 aeroportos norte-americanos terão zona livre da rede assim que as operadoras ligarem o serviço a partir de 19 de janeiro.

A medida foi feita para evitar maiores riscos de perturbação. O volume de tráfego, quantidade de dias com visibilidade baixa e localização geográfica foram as características que definiram os aeroportos que ficarão sem a rede, sendo que entre esses aeroportos estão: Aeroporto Internacional de Los Angeles, de O’Hare, em Chicago, e de Dallas/Fort Worth.

As operadoras que compraram as faixas da rede 5G em volta da polêmica concordaram em desligar transmissores por um período de seis meses e realizarem reajuste na área que rodeia os aeroportos. O objetivo é reduzir uma possível interferência da tecnologia nos instrumentos de avião sensíveis que são usados em pouso de baixa visibilidade.

Adiamentos de lançamento

Semana passada, a AT&T e Verizon já tinham concordado em adiar o lançamento do 5G por duas semanas após fecharem um acordo com o setor de aviação. O adiamento foi realizado para que o setor de aeronaves indique a forma de mitigação da interferência em aeroportos prioritários durante o período de vigência do contrato. No entanto, as licitantes e a FAA continuarão discutindo e trabalhando sobre o assunto, uma vez que os helicópteros não entraram no acordo.

LEIA TAMBEM:

–> EUA adia novamente o lançamento do 5G, que deveria ser iniciado hoje (5)

–> Anatel afirma que não irá atrasar o lançamento do 5G no Brasil

–> Samsung e Qualcomm atingem velocidade recorde em teste com o 5G

Inicialmente, o 5G estava previsto para ser lançado em 5 de dezembro de 2021, mas a FAA afirmou que poderia haver potencial interferência das torres e solicitou o primeiro adiamento. Embora as operadoras tenham contestado e argumentado, o lançamento foi adiado para 5 de janeiro.

Entretanto, novamente foi adiada para o dia 19 de janeiro, após as companhias aéreas solicitarem novamente o atraso no lançamento. Embora tenham sido relutantes sobre o assunto, as operadoras concordaram com o adiamento.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x