Ministério das Comunicações anuncia financiamento de R$ 368 milhões para o 5G

Valor é direcionado para o desenvolvimento de soluções tecnológicas e implementação dos empreendimentos vencedores na licitação da rede.

Nesta quarta-feira (15), o Ministério das Comunicações (MCom) anunciou que fará um repasse de R$ 368 milhões para que o segmento de telecomunicação possa desenvolver soluções tecnológicas. O financiamento é direcionado para o desenvolvimento do ecossistema 5G, quinta geração de conectividade móvel, e opções referentes aos fabricantes de equipamento e prestadores de serviço.

(Foto – Shutterstock)

O valor será retirado do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel), que foi criado em 2000 e já possui dois grandes repasses registrados em 2020 e 2021.

Por meio de comunicado, o MCom afirmou que o objetivo de repassar tal montante é para “estimular o segmento das telecomunicações, visando aumentar a competitividade da indústria brasileira”. Os R$ 368 milhões são destinados a operações de crédito financiadas pelo Banco Nacional para o Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

No financiamento, foram firmados dois contratos com o valor de R$ 184 milhões cada um, que foram assinados com o BNDES e o Finep. Além disso, o Ministério das Comunicações anunciou que liberou outros R$ 16 milhões em recursos não reembolsáveis do Funttel para financiamento de projetos de pesquisa e tecnologia.

LEIA TAMBÉM:

–> Algar Telecom lança 5G nas cidades de Uberlândia, Uberaba e Franca

–> 5G: empresas iniciam a implantação da infraestrutura nas cidades

–> Preço do 5G será acessível ao cidadão, segundo Fábio Faria

O Secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações (MCom), Artur Coimbra, afirma que

“Por meio do fundo, foram viabilizados investimentos em diversas atividades, tanto no apoio à pesquisa e ao desenvolvimento quanto no apoio à inovação e à ampliação da competitividade da indústria brasileira de telecomunicações”.

O financiamento segue duas linhas em operação: uma é para a criação de soluções tecnológicas aplicadas à infraestrutura da tecnologia 5G, assim como o desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços direcionados especialmente para a rede.

A segunda linha de financiamento é exclusiva para a implementação dos empreendimentos das empresas vencedoras do leilão 5G, onde há o incentivo para a instalação de redes privadas, desde que utilizem tecnologias brasileiras. O limite de financiamento é de R$ 100 milhões por beneficiário.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x