Início5GAdiamentos do leilão 5G afetaram a economia brasileira, aponta estudo

Adiamentos do leilão 5G afetaram a economia brasileira, aponta estudo

Pesquisa realizada pela consultoria de TI IDC revela os efeitos que os atrasos do leilão do 5G causaram nos negócios entre as empresas.

De acordo com a pesquisa “Panorama sobre a Evolução do 5G e oportunidade para o mercado brasileiro”, realizada pela consultoria de TI IDC, a pedido do Instituto IT Mídia, os adiamentos do leilão do 5G não afetou somente a população, mas prejudicou também a economia brasileira.

O estudo aponta que os adiamentos devem fazer com que US$ 2,2 bilhões (cerca de 12 bilhões) deixem de ser gerados pelos negócios entre empresas até 2022. A estimativa compreende o período entre 2020 e 2022, quando é esperado que os benefícios da nova tecnologia sejam colhidos de forma massificada.

Diretor geral do Instituto IT Mídia, Vitor Cavalcanti, afirma que

“São US$2,2 bilhões a menos para a economia brasileira, recurso que deixou de ser empregado na maturidade digital do país, inclusive no processo de transformação digital que foi acelerado pela própria pandemia, mas que os adiamentos do leilão causaram esse descompasso nos investimentos. Perdeu-se parte da janela de inovação”.

LEIA TAMBÉM:

–> Edital do 5G pode virar alvo de inquérito por causa de falhas

–> Iniciativa 5G Brasil pede impugnação do edital do leilão 5G

–> Rio de Janeiro regulariza a instalação de antenas de 5G


O gerente de pesquisa e consultoria em Telecomunicações da IDB Brasil, Luciano Saboia, responsável pelo estudo, afirma que ainda é possível recuperar o tempo pedido, uma vez que a implementação do 5G é longa.

“Deixamos de gerar negócios para impulsionar tecnologias que já temos aqui no Brasil e com isso ficamos para trás em maturidade digital. O 5G é muito importante para países emergentes, que têm barreiras de conectividade maiores do que os países desenvolvidos”, explica Luciano Saboia.

Apesar dos problemas apresentados, a perspectiva para os próximos anos é positiva. A pesquisa aponta que a geração de negócios prevista para os próximos quatro anos é de US$ 25,5 bilhões.

O leilão do 5G está marcado para acontecer no dia 4 de novembro, sendo que as empresas interessadas em arrematar uma ou mais das faixas de frequências disponíveis devem enviar suas propostas até amanhã (27).

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários