InícioTV por AssinaturaGlobo não será mais investigada por ‘monopólio’

Globo não será mais investigada por ‘monopólio’

Um ofício havia sido enviado ao CADE pedindo uma investigação para as práticas da empresa, mas a autarquia não apreciou a solicitação dentro do prazo.

Sede da Globo no Rio de Janeiro. Imagem: Captura de Tela (Google StreetView)

Mesmo em constantes mudanças, o audiovisual brasileiro ainda enfrenta uma série de desafios. Um deles é o mercado de trabalho para atores, que agora contam com mais players além das emissoras abertas Globo e Record, que demandam em quantidade. O streaming chegou com intensidade na produção e, além da Netflix, plataformas como HBO Max, Disney+ e Amazon Prime Video já entraram de cabeça nas produções brasileiras.

Mas, a contratação de atores mais conhecidos do grande público ainda é desafiadora. Mesmo após ter dispensado a exclusividade de várias estrelas de seu elenco, a TV Globo ainda concentra grande parte dos talentos nacionais e muitos são presos por longos contratos.

De olho na questão, Paula Farani de Azevedo Silveira, conselheira do Cade, enviou um ofício para o Walter Agra, procurador-geral. No documento, foi solicitado que a autarquia abrisse uma investigação contra a emissora por “infrações à ordem econômica”. A ação surgiu logo após uma notícia anunciar que a emissora pretendia estender contratos por mais de dois anos, sendo que esses já estavam vinculados até 2023.

Essa seria uma estratégia para que seus talentos não fossem em busca de novos desafios, visto que o streaming se tornou uma ‘menina dos olhos’ para os atores brasileiros. Especialmente pela estreia simultânea de conteúdo em mais vários países, o que garante uma visibilidade ainda maior.

VEJA TAMBÉM:

–> DirecTV Go terá mais afiliadas da TV Globo no catálogo

–> Globo vende data center para Piemonte por valor não revelado

–> Aprenda a criar perfis de acesso na assinatura do Globoplay

Mas, o Cade tinha 60 dias para responder se aceitava ou não a denúncia e uma resposta sequer foi enviada. Portanto, a Globo não passará por nenhuma investigação por ‘monopólio de atores’.

Mesmo sem obrigatoriedade de produzir conteúdo nacional, o streaming parece empolgado para investir no setor audiovisual. Tanto a Netflix quanto o Amazon Prime Video já confirmaram mais produções, além da continuidade de séries brasileiras que fizeram sucesso no catálogo.

As ainda ‘novatas’ no mercado Disney+, Star+, HBO Max e Paramount+ também já encomendaram suas produções.

Com informações de Notícias da TV

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
CONTEUDO RELACIONADO

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários

MAIS POPULARES