InícioTV por AssinaturaOi? Filmes da Disney vão estrear no HBO Max; entenda o conflito

Oi? Filmes da Disney vão estrear no HBO Max; entenda o conflito

Apesar de ter adquirido a FOX, empresa ainda precisa cumprir contratos assinados antes do negócio.

Imagem: Cena de "O Último Duelo", filme do diretor Ridley Scott. Divulgação 20th Century Studios/Disney.
Imagem: Cena de “O Último Duelo”, filme do diretor Ridley Scott. Divulgação 20th Century Studios/Disney.

Na última quinta-feira, 19 de agosto, o longa-metragem “Free Guy: Assumindo o Controle” chegou aos cinemas brasileiros. O projeto nasceu nos antigos estúdios FOX e com a aquisição da marca pela Disney virou uma posse da empresa simbolizada pelo Mickey. Com isso, o que todo mundo espera é que o filme estrelado pelo ator Ryan Reynolds logo fique disponível no Disney+.

Mas, a realidade não será essa, pois a empresa ainda precisa arcar com antigos contratos firmados pela FOX, antes da empresa ser vendida. Free Guy é um dos casos em que outros estúdios e empresas firmaram para participar da distribuição mundo afora.

Portanto, o HBO Max será a primeira janela para o filme da Disney, antes mesmo que ele aterrisse no Disney+. Provavelmente (ainda não confirmado), em 35 dias, 23 de setembro de 2021, “Free Guy” estará disponível no streaming da WarnerMedia. A disponibilização na plataforma da empresa produtora virá depois.

Outras produções também passarão pelo mesmo “conflito”. “The Last Duel – O Último Duelo”, drama de época sobre o duelo entre o cavaleiro Jean de Carrouges e o escudeiro Jaques Le Gris, será um deles. O mesmo vale para o aguardado remake de “West Side Story – Amor, Sublime Amor” dirigido por Steven Spielberg.

VEJA TAMBÉM:
 
–> Disney+ fecha acordo com produtora brasileira para a oferta de conteúdo nacional

–> HBO Max passa a compor planos móveis da Claro

–> Disney+ ainda pode voltar com o ‘polêmico’ Premier Access

A animação infantil “Ron’s Gone Wrong – Ron Bugado” também terá o mesmo destino de ir primeiro para o HBO Max e apenas depois para o Disney+.

Bob Chapek, CEO da Walt Disney Company, já até mesmo se pronunciou para abordar o assunto e explicou que a aquisição desses longas foi feita com uma diferente premissa de distribuição. A ordem será cinema, HBO Max e Disney+ ou Star+, dependendo da faixa etária indicada para a produção.

Com informações de CBR

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
CONTEUDO RELACIONADO

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários

MAIS POPULARES