Biden envia emissário para discutir 5G com governo brasileiro

Assessor de segurança nacional chegará na próxima quinta-feira e terá encontro com o presidente Jair Bolsonaro.

Biden envia emissário para discutir 5G com Bolsonaro

Nesta semana, o conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, viajará ao Brasil para encontro com autoridades brasileiras, incluindo o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). O anúncio foi feito pela Casa Branca, indicando que a visita servirá para discutir oportunidades para fortalecer a parceria estratégica entre os dois países.

Segundo fontes do governo brasileiro, um dos principais temas a serem abordados na visita é o leilão de frequências do 5G no país. Isto inclui o debate em torno do banimento de empresas chinesas da lista de fornecedores de equipamentos para a rede de nova geração.

O emissário será acompanhado de Juan Gonzalez, Tarun Chhabra, Amit Mital e Ricardo Zuniga, diretores ligados à área de tecnologia, cibernética e segurança nacional do governo de Joe Biden. Também é esperado que outros assuntos estejam na pauta, como Cuba e a presença do Brasil no Conselho de Segurança da ONU.

Apesar do distanciamento ideológico entre os governos de Bolsonaro e Biden, a visita é vista como um movimento para aproximar as duas administrações.

VEJA TAMBÉM:

–> Governo Federal poderá utilizar serviços de nuvem da Huawei

–> Huawei fica no meio de ‘fogo cruzado’ na disputa ideológica pelo 5G no Brasil

–> Ernesto Araújo acusa senadora de fazer lobby chinês em relação 5G

Além de Bolsonaro, o conselheiro deve se reunir com o chanceler Carlos França e o ministro da Defesa, Braga Netto. Sullivan também deverá ter uma conversa com o ministro das Comunicações, possivelmente para alinhar um possível banimento à Huawei no leilão do 5G.

Apesar da saída do ex-presidente Donald Trump, o governo do democrata manteve as restrições contra empresas chinesas, alegando questões de segurança nacional. Os Estados Unidos defendem a tese de que a Huawei promove espionagem industrial.

Vale lembrar que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já definiu as regras para o leilão e não há qualquer impedimento para a participação da fabricante chinesa – ou para qualquer outro fornecedor -, com exceção da rede de comunicação privativa do governo federal.

A visita de Sullivan ocorrerá na próxima quinta-feira, 5 de agosto. Ele também aproveitará a viagem à América do Sul para se encontrar com o governo da Argentina.

Com informações de Casa Branca e O Globo.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários