Reclamações de clientes de telecom caem 19,6% no primeiro semestre

Redução foi registrada entre todos os principais serviços das operadoras. Confira os números.

Reclamações de clientes de telecom caem 19,6% no primeiro semestre

De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), e divulgados pela Conexis Brasil Digital – entidade que congrega as empresas de telecom -, o número de reclamações de consumidores apresentou uma queda de 19,6% no primeiro semestre de 2021, em relação ao somatório do mesmo período do ano anterior. Em junho passado, o número de queixas foi de 181,9 mil, redução de 81,5 mil queixas (ou 30,9%) em relação ao mesmo mês de 2020.

A entidade setorial ressalta que existe uma tendência de queda no número de reclamações. Em maio, a queda foi de 28,4%. Já em abril a redução foi de 24,4%, em relação aos mesmos meses do ano anterior.

“Nunca houve quedas de dois dígitos antes nas reclamações que chegam pelos canais da Anatel. Isso é resultado dos investimentos feitos pelas empresas, que se mantém acima de R$ 30 bilhões no ano. É preciso enfatizar ainda os avanços nas medidas de autorregulação do setor, como a plataforma Não Me Perturbe, que permite bloquear ligações de telemarketing das empresas de telecomunicações e de bancos”, afirmou o presidente executivo da entidade, Marcos Ferrari.

A Conexis afirma que a queda ocorre mesmo em um período em que as pessoas estão trabalhando em casa ou estudando a distância. Segundo ela, essas atividades levam a um aumento na demanda dos serviços de telecomunicações.

VEJA TAMBÉM:

–> Oi lidera reclamações de consumidores em 21 estados brasileiros

–> Internet lenta? Ministério Público obriga operadoras a ressarcir clientes

–> Anatel começa a entrevistar consumidores sobre a qualidade dos serviços de telecom

No geral, todos os principais serviços apresentaram queda no último ano. A maior queda foi registrada no serviço de TV Paga, com o índice caindo 52,4%, de 26,7 mil para 12,7 mil.

Na banda larga, as reclamações reduziram 37,5% nos últimos doze meses, de 73,9 mil para 46,1 mil. Já na telefonia móvel, as queixas tiveram queda de 23,8%, passando de 122,0 mil para 92,4 mil.

“Mesmo durante a pandemia, as empresas de telecom vêm empenhado esforços para manter a conectividade com qualidade, servindo de base nos negócios e empresas para a transformação digital, minimizando o impacto negativo da crise na economia”, disse a Conexis em comunicado.

Com informações de Assessoria de Imprensa Conexis Brasil Digital.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários