InícioEconomia e NegóciosVivo paga a acionistas R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

Vivo paga a acionistas R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

Data do crédito ainda será definida pela companhia. Pagamento bruto será de cerca de R$ 0,37 por ação.

Vivo paga a acionistas R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

A Telefônica Brasil – mais conhecida pela marca Vivo (VIVT3) – anunciou ao mercado que pagará aos acionistas R$ 630 milhões de Juros Sobre Capital Próprio (JSCP).

O crédito foi aprovado pelo Conselho de Administração da companhia, em reunião realizada nesta quinta-feira, 17 de junho.

Com a retenção no imposto de renda, na alíquota de 15%, o montante líquido será de R$ 535,5 milhões.

O pagamento tem como base o balanço patrimonial do último dia 31 de maio.


VEJA TAMBÉM:

–> Vivo, Claro e TIM negam risco de cartel após compra da Oi Móvel

–> Dona da Vivo conclui venda de torres europeias para a American Tower

–> Vivo é destaque em prêmio internacional

O valor bruto por ação será de R$ 0,37390025008 e o líquido de R$ 0,31781521257, de acordo com a posição acionária no dia 30 de junho de 2021.

Esses valores podem sofrer ajustes até a data de pagamento, em função de eventuais aquisições de ações dentro do Programa de Recompra de Ações da Companhia.

Cada acionista da Vivo receberá o crédito de forma individualizada até o dia 31 de julho de 2022, em data ainda a ser definida pela diretoria da Telefônica.

Os acionistas imunes ou isentos têm até o dia 5 de julho de 2021 para comprovar tal condição.

Nesta quinta-feira, as ações da companhia negociadas na Bolsa de Valores (B3) fecharam em baixa de -0,15%, sendo cotadas a R$ 45,60.

Resultados financeiros

No primeiro trimestre deste ano, a Vivo registrou uma receita operacional líquida de R$ 10,8 bilhões, uma variação positiva de 0,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Apesar do resultado tímido, a operadora retoma o crescimento, uma vez que no trimestre anterior a operadora registrou queda de -1,6% na receita operacional líquida.

Por outro lado, o lucro líquido da companhia despencou para R$ 942 milhões, retração de -18,3%.

Já a dívida bruta da companhia atingiu R$ 1,9 bilhão.

Com informações de Relações com Investidores Vivo.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários