InícioProjetos SociaisTIM passa a fazer parte de grupo de empresas que apoiam direitos...

TIM passa a fazer parte de grupo de empresas que apoiam direitos LGBTI+

Anúncio foi feito durante live com a participação do CEO da operadora. Confira o vídeo.

TIM passa a fazer parte de grupo de empresas que apoiam direitos LGBTI+

A operadora TIM passou a ser signatária do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+.

A novidade foi anunciada pelo próprio CEO da operadora, Pietro Labriola, durante cerimônia online transmitida ao vivo no perfil oficial da TIM no YouTube (vídeo no final da matéria).

O Fórum foi criado em 2013 e reúne grandes empresas de vários setores (nacionais e internacionais) em torno de compromissos com a promoção dos direitos humanos, com foco no público LGBTI+.

Segundo Pietro, a empresa de telefonia não está apenas e simplesmente aderindo ao fórum, mas também acreditando em valores sociais, como igualdade, inclusão e diversidade.


VEJA TAMBÉM:

–> TIM muda marca nas redes sociais para apoiar o Mês do Orgulho LGBT+

–> Vivo lança projeto de capacitação para colaboradores trans

–> Todes Telecom: Lançada a primeira operadora virtual LGBT+ do Brasil

“A diversidade e a inclusão propiciam ambientes e cultura cada vez mais inovadores. A TIM é reflexo disso: somos a operadora mais inovadora. A valorização da diversidade é um impulso ao nosso negócio e traz impactos relevantes para a sociedade. Todos ganham”, afirmou o CEO da empresa.

A empresa aproveitou a entrada no Fórum para anunciar a criação de um banco de talentos voltado para pessoas LGBTI+.

Desde a semana passada, a equipe da TIM pode indicar candidatos desse público para vagas com contratação imediata.

Além disso, a operadora pretende lançar ainda neste mês uma programação de capacitação e contratação de pessoas trans.

Vale lembrar que a TIM também atualizou neste mês um teclado para celular que combate a homofobia.

Essas iniciativas fazem parte da celebração do Dia Internacional do Orgulho LGBT, comemorado em 28 de junho.

Nos últimos anos, a companhia também tem disponibilizado licenças, apoio psicólogico e assistência jurídica gratuita para funcionários vítimas de LGBTfobia, assim como folga remunerada para pessoas em processo de transição de gênero.

Existe ainda um Comitê de Diversidade e Inclusão na empresa.

“A TIM está focada em ter uma cultura interna sempre mais inclusiva e em contribuir para a evolução da sociedade, por meio do fortalecimento de iniciativas de combate à discriminação dentro e fora da empresa, além de ações concretas para ampliar a empregabilidade e a inclusão de pessoas LGBTI+. Estarmos em um ecossistema como o promovido pelo Fórum na luta pela eliminação da LGBTfobia e a garantia dos direitos desse público é essencial e amplia o impacto social positivo que a operadora gera”, explica Maria Antonietta Russo, vice-presidente de Recursos Humanos da TIM.

Além da TIM, a Algar Telecom e a Vivo também são signatárias do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+.

A live “Amor é amor”, durante a edição do bate-papo digital chamado de “TIM Convida”, pode ser assistido na íntegra abaixo.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários