InícioDefesa do ConsumidorApós roubo de dados, Procon-SP notifica Samsung, Apple e Motorola

Após roubo de dados, Procon-SP notifica Samsung, Apple e Motorola

Quadrilhas estão roubando celulares para fazer transações indevidas.

Após roubo de dados, Procon-SP notifica Motorola, Samsung e Apple

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do estado de São Paulo (Procon-SP) notificou as fabricantes Samsung, Apple e Motorola, para que elas apresentem explicações sobre os dispositivos de segurança utilizados em aparelhos celulares das marcas.

A notificação foi motivada pela notícia de que quadrilhas estão roubando celulares com o objetivo de acessar os apps de bancos instalados nos dispositivos para fazer transações indevidas nas contas bancárias das vítimas.

O órgão de proteção ao consumidor pede que as empresas apresentem laudos técnicos dos testes de validação e eficiência da segurança dos aparelhos, no processo de desbloqueio de tela, sejam elas por meio de senhas, códigos, reconhecimento de voz ou facial, entre outros.

Esses documentos precisam ser assinados por profissionais habilitados.


VEJA TAMBÉM:

–> Quem comete golpes no WhatsApp agora poderá passar até 15 anos atrás das grades

–> Veja quanto seus dados vazados valem no submundo da internet

–> Média de ataques hacker a empresas brasileiras já é maior do que a global

O Procon-SP também quer entender as providências tomadas pelas empresas nos casos de quebra de segurança de acesso e da violação dos smartphones.

As empresas precisam detalhar os procedimentos de cadastro nos sistemas de segurança dos aplicativos, incluindo a forma que são recepcionados, tratados e armazenados os dados dos usuários (incluindo imagens e gravações de voz), além do período de tempo os mesmos são excluídos (no aparelho e de forma remota).

Também é preciso detalhar os sistemas de bloqueio, rastreamento e exclusão de dados, no caso do consumidor ser vítima de furto ou roubo do celular.

Finalmente, a entidade quer saber os custos para a utilização de dispositivos de segurança nos aparelhos e nos respectivos sistemas operacionais.

A Motorola, Samsung e Apple têm até o próximo dia 22 de junho para responder os questionamentos do Procon-SP.

Além do roubo de aparelhos por criminosos, o Procon-SP também tem acompanhado a mudança na política de privacidade no aplicativo do WhatsApp, prorrogada para agosto.

“As perguntas que fazemos para a empresa são importantes para esclarecer qual será a mudança em termos de perda de garantias de sigilo e privacidade”, argumenta o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

Com informações de Assessoria de Imprensa Procon-SP.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários