Anatel vai medir satisfação de usuários de telefonia móvel e banda larga

Novos indicadores serão divulgados a partir do ano que vem.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou que vai começar a monitorar a satisfação dos consumidores nos serviços de telefonia móvel e banda larga fixa, por meio de dois novos indicadores.

A novidade era prevista na segunda atualização do Plano Estratégico da Anatel 2015-2024, aprovado pelo Conselho Diretor da agência neste mês.

Os novos indicadores terão periodicidade anual, com a primeira divulgação ocorrendo no primeiro trimestre de 2022.

No caso da telefonia móvel, o índice engloba tanto o serviço pré quanto o pós-pago.

VEJA TAMBÉM:

–> Anatel vai cobrar mais transparência das operadoras na velocidade da internet

–> Número de reclamações de clientes de telecom cai 28%

–> Em 13 anos, mais de 68 milhões de portabilidades foram registradas no país

O índice deverá avaliar a satisfação do serviço móvel como um todo, não apenas no funcionamento dos dados móveis, mas também na qualidade das chamadas, atendimento, cobrança, entre outros.

A Anatel pretende utilizar esses dados para entender melhor os consumidores dos serviços de telecomunicações e melhorar as práticas de relacionamento com os clientes adotadas pelas empresas.

O objetivo é direcionar as ações da agência de regulação e controle.

Além dos serviços de telefonia celular e banda larga, a agência pretende aferir outro indicador que monitora a disseminação, em formato aberto, dos dados e informações do setor de telecom.

Com isso, a Anatel passa a monitorar 10 indicadores para medir o alcance de metas e estratégias da agência no trabalho de regulação das operadoras.

Na lista estão a cobertura das redes de fibra no município, a velocidade média da banda larga fixa, cobertura móvel no país, acesso da banda larga em áreas rurais, densidade da banda larga, concentração de mercado de telefonia móvel e concentração na oferta da banda larga.

Na banda larga fixa, por exemplo, a Anatel tem a meta de alcançar 4.883 municípios com backhaul de fibra óptica até 2023 e velocidade média de 150 Mbps. Em 2019, esses números eram de 4.012 municípios e 45 Mbps.

Em 2019, a banda larga móvel alcançava 90,11% da população coberta. A meta é chegar a 91,46% até 2023.

Em março passado, a Anatel também fechou acordo com as empresas de medição Opensignal, Bwtech e Ookla Speedtest para acompanhar o desempenho das redes móveis e banda larga fixa no país.

Com informações de Anatel.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários