Telebras renova cessão de fibras ópticas com a Petrobras por mais 10 anos

O valor global do contrato é de R$ 59,8 milhões e foi comunicado nesta semana à Comissão de Valores mobiliários.

A Telebras renovou, na última semana, a cessão de fibras ópticas e infraestrutura com a Petrobras por mais 10 anos, com valor global de R$ 59,8 milhões.

O ato foi comunicado para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na última segunda-feira, 10. Ainda no início deste ano, em 18 de fevereiro, a Telebras também renovou por mais 10 anos, contrato Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), pelo valor de R$ 66 milhões.

A renovação também foi realizada com as Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A (Eletronorte), por R$ 73 milhões, e com a Furnas Centrais Elétricas S/A (Furnas), por 88,4 milhões. As três empresas pertencem à Eletrobras.

A Telebras informa ainda que os negócios foram realizados em conformidade com práticas de governança corporativa e após uma pesquisa de preços no mercado privado.

O objetivo foi verificar admissibilidade dos valores praticados para a cessão de fibras ópticas. Além disso, ambém houve consulta ao Sistema de Negociação de Ofertas de Atacado (SNOA).

VEJA TAMBÉM:

—> CCT quer debater efeitos da venda da Telebras na operação de satélite brasileiro

—> Telebras acumula prejuízo de R$ 106,2 milhões em 2020

—> STF autoriza Telebras a explorar serviços de banda larga

É importante frisar que as infraestruturas da Petrobras que das empresas que integram a Eletrobras fazem parte do backbone da Telebras.

Vale destacar também que a validade dos contratos está de acordo com o art. 12 do Decreto n° 7.175/2010, principalmente em relação às políticas públicas de telecomunicações.

“As políticas públicas de telecomunicações de que trata este Decreto substituem, para todos os fins legais, o Programa Nacional de Banda Larga e o Programa Brasil Inteligente, mantidas as seguintes atribuições da Telecomunicações Brasileiras S.A. – Telebras”, diz o texto.

Além disso, os contratos também têm como base o parágrafo 5° do artigo 12 do mesmo decreto. O texto aponta que a Telebras está autorizada a utilizar, operar e manter a infraestrutura e as redes de suporte de serviços de telecomunicações pertencentes a administração pública federal, além de estar apta de firmar contrato de cessão, “na hipótese de uso de infraestrutura detida por entidade da administração pública federal indireta”.

Com informações de Telesíntese.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários