Governo Federal expande a oferta de fibra na região nordeste

Expectativa é levar conectividade para 77 localidades nos próximos quatro anos.

O Governo Federal, por meio do Ministério das Comunicações (MCom), acaba de anunciar que já conectou cinco cidades nordestinas por meio do programa “Nordeste Conectado”.

Hoje, os municípios de Caruaru (PE), Campina Grande (PB), Paulo Afonso (BA) , Mossoró (RN) e Quixadá (CE) já se encontram conectados a uma infraestrutura de fibra óptica que permite o tráfego de dados a 100 Gbps.

A implantação dos equipamentos ocorre ao longo da rede da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF).

A oferta será feita por provedores de serviços de acesso à internet, o que, segundo o governo, ajuda a atrair empresas para a região.

VIU ISSO?

–> Empresas encerraram janeiro com 4,1 milhões de contratos de banda larga fixa

–> Bolsonaro veta PL que propõe internet gratuita para estudantes e professores

–> Biden anuncia plano de US$ 100 bilhões para expandir banda larga nos EUA

De acordo com o MCom, outras quatro cidades da região vão ser conectadas à rede até o fim deste ano, levando conectividade para escolas e centros de saúde da Região Nordeste.

A expectativa é que o programa atenda 16 cidades-polo, podendo atingir mais de 42 localidades na região, até o fim de 2022.

Nos próximos quatro anos, a partir de parcerias, a ideia é atingir 77 localidades em todo Nordeste.

“Espero que a gente consiga, ao longo dos anos, fazer com o que o Brasil tenha dado a cada brasileiro direito de acessar a internet. Todos nós sabemos a importância que isso tem”, afirmou o ministro das Comunicações, Fábio Faria, em entrevista à TV Brasil.

Além do “Nordeste Conectado”, o MCom também desenvolve o programa “Norte Conectado”, que será integrado ao “Amazônia Conectada” – executado pelo Exército brasileiro – para beneficiar 9,3 milhões de brasileiros.

A ideia é implantar 750 km de fibra óptica entre Macapá (AP) e Santarém (PA), no leito do Rio Amazonas, a partir de um investimento de R$ 90 milhões.

Além disso, tem o “Wi-Fi Brasil“, que já instalou 13 mil pontos de internet, atendendo 9.700 escolas, mais de 600 postos de saúde, 500 aldeias indígenas e praças públicas para acesso livre e gratuito da população.

Com informações de Ministério das Comunicações.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários