OpSec Security nega que tenha notificado usuário por baixar Linux via torrent

Publicação no Reddit mostrava um suposto aviso de violação de direitos autorais pelo download do Ubuntu.

A empresa de segurança OpSec Security negou na última quinta-feira, 27, que tenha notificado o usuário do Reddit que afirmou ter recebido um aviso de violação de copyright após baixar o Ubuntu Linux, da Canonical.

O Ubuntu é um sistema operacional baseado no Linux, tendo distribuição livre e gratuita autorizada pela desenvolvedora. Logo, não caberia receber tal notificação por uma violação inexistente.

De acordo com Amanda Hershey, gerente de marketing e comunicação da OpSec Security, o que teria acontecido na verdade foi uma montagem para prejudicar a imagem da companhia.

“O programa da empresa que emite avisos de violação de copyright foi enganado ontem, quarta-feira, no dia 26 de maio, por terceiros em diversas plataformas de streaming”, relatou.

VEJA TAMBÉM:

–> Pirataria: Operadora notifica cliente por baixar Linux via torrent

–> Vivo passa a utilizar novo sistema de cobrança online

–> IPTV: ABTA lança mais uma campanha contra a pirataria da TV Paga

Ainda segundo Hershey, a firma de segurança teria “evidências conclusivas” provando que essas advertências não foram disparadas pela OpSec Security.

Ela diz ainda que os conteúdos realmente parecem ser da imagem de disco do Ubuntu. Apesar do pronunciamento, não foram divulgadas quais seriam as tais “evidências conclusivas”.

Outro ponto curioso é que o Ubuntu é um sistema operacional e não um vídeo ou uma música para que seja feito streaming dele, então fica a dúvida sobre o que a empresa quis dizer com “serviços de streaming”.

Temos ainda a afirmação de que a empresa teria sido enganada por “terceiros” e que o aviso recebido pelo usuário NateNate60 teria sido forjado, apesar de não haver sinais disso.

Segundo o autor do post no Reddit, ele baixou a imagem de disco do Ubuntu direto do site da Canonical. É comum que tanto o site quanto o tracker da desenvolvedora registrem o endereço IP do usuário, mas não o e-mail.

Baixar torrents não envolve esse dado, então somente a operadora de Nate, a Comcast Xfinity, teria essa informação. Para descobrir o e-mail, os autores da notificação precisam entrar em contato com o provedor.

Então alguém precisaria ter entrado em contato com a Comcast se passando pela OpSec para que fosse disparado uma notificação sobre a violação de copyright, aviso que então chegaria na caixa de entrada de Nate.

O ator oculto nesta ação teria ainda que convencer a Comcast de que a imagem de disco do Ubuntu se tratava na verdade de um conteúdo pirata. É bastante esforço e não para por aí.

O interessado nesta confusão teria que conseguir o IP de NateNate60 junto com a hora precisa em que o torrent foi baixado, depois precisaria cruzar o IP com o e-mail do usuário e prever que o aviso de violação iria parar no Reddit.

São muitas perguntas ainda sem resposta e novos questionamentos que surgiram após o posicionamento da OpSec Security. A Canonical deu entrada em uma investigação independente para descobrir o que de fato aconteceu.

Com informações de Tecnoblog

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários