‘Fiasco’ no HBO Max pode ter motivado fusão da Warner e Discovery

Segundo anúncio da AT&T, decisão foi tomada para criar um produto tão grande quanto a Netflix, mas há outro motivo por trás.

Divulgação do HBO Max
Imagem: Divulgação HBO Max

A pandemia foi desafiadora para os cinemas e a solução encontrada pela AT&T foi lançar os filmes da Warner Bros. de forma simultânea no HBO Max e cinemas.

A decisão, obviamente, gerou muita controvérsia em Hollywood e até mesmo no mercado financeiro.

Afinal, a empresa definiu que não seria cobrada nenhuma taxa extra para que os assinantes do streaming tivessem acesso aos filmes.

Diferente do concorrente Disney+, que cobra um valor bem mais alto que um ingresso de cinema por seus lançamentos.

VEJA TAMBÉM:

–> Roku dispara em vendas, enquanto Disney+ e Netflix desaceleram

–> Oi TV fibra ganha acesso à Netflix

–> Para bater Netflix, Televisa e Univision anunciam streaming global

Nos últimos dias, uma outra decisão da AT&T pegou o público de ‘surpresa’. A WarnerMedia foi fundida ao grupo Discovery, que tirou US$ 43 bilhões do ‘bolso’, além de reter a dívida da empresa.

Em anúncio, foi destacado que a ideia é unir as duas marcas para criar um produto tão potente como a Netflix, vista como a gigante do streaming.

Mas, há quem acredite que essa seja uma ‘maquiagem’ para a estratégia falha da AT&T, com as estreias simultâneas nos cinemas e no HBO Max.

Mesmo que alguns lançamentos como “Godzilla vs. Kong” tenham atingido bons números, a decisão pode ter sido um passo em falso.

O movimento de assinantes na plataforma não foi tão expressivo para justificar a decisão.

Portanto, a jogada de ‘vender’ parte da WarnerMedia para o Grupo Discovery pode ter sido uma ação a fim de recuperar o prejuízo obtido.

A empresa está prestes a somar mais de US$ 1 bilhão em bilheteria perdida por causa dos filmes no HBO Max.

A empresa só conseguiria argumentar em defesa da sua decisão com um aumento repentino nos próximos meses.

De toda forma, a jogada com o Discovery pode ter sido uma estratégia para já começar a reverter o que foi perdido até então.

Por sinal, a decisão coloca a AT&T mais focada em banda larga e 5G.

Com informações de Olhar Digital e Valor Econômico

About Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários