Como alternativa ao Android, Huawei lança novo sistema operacional

Até agora, este é um dos maiores movimentos da fabricante chinesa para se recuperar das sanções dos Estados Unidos no mercado de telefonia móvel.

Como alternativa ao Android, Huawei lança novo sistema operacional

A Huawei anunciou que lançará no próximo dia 2 de junho o Harmony, um novo sistema operacional para smartphones.

O desenvolvimento do novo sistema é um reflexo das sanções impostas pelos Estados Unidos aos produtos de telecom da fabricante chinesa.

Entre as sanções, está a proibição ao Google de oferecer suporte técnico para smartphones da Huawei com o sistema operacional Android.

Com o HarmonyOS, a chinesa pretende deixar de depender do Android para que os aparelhos da fabricante funcionem.

VEJA TAMBÉM:

–> Ericsson teme perder mercado por conta dos bloqueios à Huawei

–> Rede sem fio da Anatel continuará a usar equipamentos da Huawei

–> Huawei registra diminuição de 16,5% da receita no primeiro trimestre de 2021

Ainda não está claro quais novos aparelhos vão receber o novo sistema, nem quando os smartphones atuais receberão a atualização.

Além do Android, a Huawei é impedida de acessar outras tecnologias de origem norte-americana, incluindo chips e outros componentes para celulares.

Com isso, a Huawei está tendo que fechar novos acordos com fornecedores externos, além de desenvolver tecnologia própria.

Essas sanções são motivadas pelas acusações do ex-presidente, Donald Trump, alegando que a Huawei é uma ameaça à segurança nacional dos EUA, além de países aliados (inclusive o Brasil).

A tese também é defendida pelo atual presidente, Joe Biden.

Entretanto, alguns consideram a medida dos Estados Unidos como um verdadeiro tiro no pé, uma vez que as empresas americanas deixam de fornecer componentes para o gigante e lucrativo mercado chinês.

Além disso, as sanções norte-americanas incentivam que a Huawei desenvolva suas próprias tecnologias, reduzindo a dependência de terceiros e se firmando cada vez mais como um grande player de produtos e serviços para o setor de telecomunicações.

Atualmente, a chinesa está em 6º lugar como a maior fabricante de smartphones do mundo, sendo que antes das sanções ela já esteve na primeira posição.

A Huawei tinha uma participação de 4% no mercado de smartphones no primeiro trimestre deste ano.

Com informações de UOL.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários