Vivo traz com exclusividade smartphone da Xiaomi

Aparelho conta com cinco câmeras, sendo uma delas de 108MP; saiba mais sobre o dispositivo.

Foto: Xiaomi/Divulgação

Após vários rumores, a Xiaomi anunciou oficialmente, por meio de uma parceria exclusiva com a Vivo, que trará o Mi Note 10 para o Brasil. A novidade chega no dia 18 de dezembro, em São Paulo, e em 20 de dezembro nos outros estados.

O smartphone não está no mesmo nível que o Galaxy Note 10 e OnePlus 7 Pro, mas conta com um processador Snapdragon 730G (Qualcomm) e nada menos que cinco câmeras, sendo uma gigantesca lente grande angular com sensor de 108 MP, duas teleobjetivas com 5 MP e 12 MP, uma ultragrande angular com 20 MP e mais uma lente macro.


Com o sensor Samsung ISOCELL Bright HMX, o dispositivo possui a mais alta resolução do mercado — 12032 x 9024 pixels —, o que permite tirar fotos e imprimir outdoors de até 4,24 metros de altura.

O Mi Note 10 tem memória RAM de 6 GB e armazenamento de 128 GB. O modelo também traz ainda uma bateria generosa, de 5260 mAh, com carregamento de 30W.

VIU ISSO?

–> Celulares Xiaomi com preço acima de R$ 1.110 terão suporte 5G

–> Xiaomi planeja lançar mais de 10 telefones 5G em 2020

–> Xiaomi anuncia o Mi CC, linha de smartphones para jovens

“O Mi Note 10 chega ao Brasil para revolucionar o mercado. A sua configuração de cinco câmeras garante aos entusiastas por boas câmeras a melhor experiência imersiva em fotos. Um produto completo que certamente será objeto de desejo do público em pouco tempo”, afirma Luciano Barbosa, diretor de produtos da Xiaomi no Brasil.

Porém, o preço é considerado salgado. O valor sugerido é de R$ 4.499 no plano Vivo Família 60GB, cuja mensalidade sai por R$ 320. Os aparelhos chegam nas cores preto, branco e verde.

Xiaomi Mi Note 10. Foto: Xiaomi/Divulgação

Com informações de Canaltech e TechTudo.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de