InícioEconomia e NegóciosOi aceita oferta de R$ 13 bilhões do Grupo BTG Pactual pela...

Oi aceita oferta de R$ 13 bilhões do Grupo BTG Pactual pela InfraCo

Nova unidade pretende massificar a fibra óptica, além de auxiliar na implantação do 5G no país.

Oi aceita oferta de R$ 13 bilhões do Grupo BTG Pactual pela InfraCo

Em fato relevante divulgado na manhã desta segunda-feira, 12 de abril, a Oi (OIBR3/OIBR4) informou ao mercado que aceitou a proposta vinculante feita pelo Grupo BTG Pactual de R$ 12,9 bilhões para a compra da InfraCo.

Com o anúncio, o BTG Pactual passa a ser o comprador preferencial da nova empresa de fibra da Oi durante o leilão que ainda será agendado pela Justiça.

Isso significa que a empresa terá o direito de igualar os lances de outros compradores interessados no negócio, como a Highline do Brasil, por exemplo.

Na proposta apresentada, o BTG Pactual pretende pagar uma parcela de R$ 3,3 bilhões na data de fechamento do negócio.


VIU ISSO?

–> Rafael Marquez: Oi anuncia novo diretor de marketing

–> Oi renova mais uma vez o acordo de exclusividade com o Grupo BTG

–> InfraCo: Rede neutra da Oi já possui dois acordos para atender 268 cidades

Também é prevista uma parcela secundária, no valor de R$ 6,5 bilhões, que será paga em até 3 parcelas anuais, sendo uma já no fechamento, até o limite de dezembro de 2022, podendo ser antecipado a critério da Oi.

Após 90 dias do fechamento do negócio será paga ainda uma parcela adicional de R$ 1,6 bilhão, além da incorporação da Globenet (pertencente ao Grupo BTG) à InfraCo.

Nessa incorporação serão emitidas novas ações da unidade de Fibra, no valor de R$ 1,5 bilhão.

Ao final da transação, o Grupo BTG terá 57,9% do capital social votante da Infraco, e a Oi terá a participação minoritária de 42,1%.

De acordo com a Oi, a proposta está alinhada com o novo plano estratégico da companhia.

“A Oi reitera seu compromisso com a execução de seu Plano Estratégico e o foco na sua transformação em maior provedora de infraestrutura de telecomunicações do país, a partir da massificação da fibra ótica e internet de alta velocidade, do provimento de soluções para empresas e de infraestrutura para viabilizar a evolução para o 5G, voltada para negócios de maior valor agregado e com tendência de crescimento e visão de futuro”, afirmou a operadora.

A InfraCo será uma empresa independente da Oi voltada para a oferta de infraestrutura neutra, fechando parcerias com pequenos provedores em todo o país.

A malha terá 400 mil km de fibra óptica e deve receber investimentos da ordem de R$ 20 bilhões nos próximos 4 anos.

Com informações de Relações com Investidores Oi.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários