Empresas encerraram janeiro com 4,1 milhões de contratos de banda larga fixa

Levantamento da Anatel mostra que o número é inferior ao registrado no final de 2020.

Pessoa instalando o cabo de conexão no roteador.
Imagem: Getty Images.

Dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) revelam que as empresas do país encerram o primeiro mês do ano com 4,180 milhões de contratos de banda larga fixa, o que representa, aproximadamente, 11% da base nacional do serviço.

O levantamento ainda mostra que 31,290 milhões de acessos foram registrados em nomes de pessoas físicas (PFs).

A característica de outros 468 mil contratos não foram informados pelas operadoras, no momento de notificarem a Anatel.

Nesse levantamento mensal, a agência reguladora também passou a divulgar uma divisão por tipo de produto, mostrando que em janeiro deste ano foram registrados 937 mil contratos de linhas dedicadas na banda larga fixa, além de 16 acessos relacionados a comunicação máquina-à-máquina (M2M).

Ainda de acordo com os dados da Anatel, o país terminou janeiro deste ano com 35,939 milhões de contratos de Internet Fixa.

VIU ISSO?

–> 5G poderá substituir banda larga fixa residencial

–> Banda larga fixa supera número de acessos da telefonia fixa

–> Banda larga fixa perde mais de 150 mil clientes em março

Desde que foi realizada a primeira divulgação, em março deste ano, houve uma atualização em que forma incluídos 144 mil novos contratos.

Apesar disso e do número parecer expressivo, essa quantidade é menor do que os 36,344 milhões de contratos registrados no final do anos passado.

O que pode explicar essa queda é a ocorrência de uma subnotificação, principalmente por parte de pequenas empresas.

Além disso, a agência reguladora afirma que estão havendo ajustes em algumas bases de dados, por conta das mudanças nas coletas mensais de informações, conforme a Resolução n° 712/2019.

Com essas alteração, deve haver uma separação do meio de acesso e tecnologia utilizada na prestação da banda larga fixa e uma substituição relacionada às faixa de velocidade por informações mais detalhadas de velocidades contratadas pelo usuário.

Banda larga fixa

Segundo a Pesquisa de Satisfação e Qualidade Percebida da Anatel referente a 2020, o serviço de banda larga foi o que teve a pior avaliação entre os consumidores.

Na média geral, o serviço ficou com a nota 6,51, ficando atrás da TV por assinatura, com 7,17; da telefonia móvel pré-paga, com 7,45; e da telefonia móvel pós-paga, com 7,49.

Com informações de Teletime.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários